54 8128.5277 redacao@noticiasdebento.com.br

Poder público cede terreno ao Grupo Escoteiro Videira para a construção de nova sede

Área cedida ao grupo, localizada atrás do Colégio Estadual Landell de Moura, terá concessão de 30 anos e abrigará a nova sede dos escoteiros.

04 Dez. 2018 às 19:36

Em 2019, o Grupo Escoteiro Videira, que está há 5 anos em atividade no município, terá sua sede própria em terreno cedido pela Prefeitura de Bento Gonçalves. A concessão da área, localizada atrás do Colégio Estadual Landell de Moura, no bairro São Bento, foi aprovada pela câmara de vereadores no mês passado e terá prazo de 30 anos. 

Pela necessidade de possuir um espaço maior e propício para atividades ao ar livre, o grupo, junto ao secretário de desenvolvimento econômico, Silvio Pasin, iniciou um processo em busca de um novo local para a instalação da sede, que atualmente está localizada em uma repartição do Ginásio Municipal de Esportes. “O escotismo visa proporcionar atividades de vida ao ar livre. Nós hoje estamos em uma sede que é praticamente apenas física, nós realizamos nossas atividades com os jovens geralmente na escola Landell de Moura ou em outros lugares”, afirma a coordenadora do grupo Tanize Zacarias. 

Por se tratar de uma área muito próxima na qual está localizada a atual sede, o grupo fez o pedido para que o poder público cedesse um dos lotes do terreno para a instalação da sede. Após concessão assinada pelo Prefeito Guilherme Pasin, a Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves aprovou a outorga no mês passado. “Neste mês que passou se concluiu essa concessão. Em 2019 vamos trabalhar com muito afinco para a construção de nossa sede na área que, agora por 30 anos, está concedida ao nosso grupo”, explicou Tanize.

O Grupo Escoteiro Videira 347RS está há 5 anos em atividade no município. O grupo trabalho com a proposta educativa do Movimento Escoteiro, que visa, por meio do Método Escoteiro e do Projeto Educativo, estimular as capacidades e interesses de cada jovem.  Com isso, o Escotismo garante jovens motivados, comprometidos e, sobretudo, em constante desenvolvimento. 

As atividades são proporcionadas para pessoas de 6 anos e meio até 21 anos de idade. Atualmente, o Grupo Escoteiro Videira possui 60 jovens participando das atividades, desde o lobinho até o ramo pioneiro. De acordo com a coordenadora, cada ramo do movimento trabalha com um marco simbólico. “O lobinho é a parte lúdica, “o melhor possível”; os escoteiros é explorar novos territórios como um grupo de amigos e o lema deles é o “sempre em alerta”; o sênior é a questão do desafio e do autoconhecimento; e os pioneiros, que o lema é “servir”, trabalham com o projeto de vida. Uma das nossas missões como escotistas é entregar pessoas melhores ao mundo, fazer com que elas sejam capazes de tomar suas próprias decisões e serem responsáveis”, comenta. 

Para Tanize, a principal contrapartida que será oferecida pelo grupo ao poder público, por ter disponibilizado a área, e, sobretudo, à sociedade é cidadãos conscientes e responsáveis, que possam ser exemplos aos demais. “O que podemos oferecer são indivíduos mais conscientes com o ambiente em que vive, com a sociedade em que vive. É uma promessa escoteira, ajudar o próximo em todo e em qualquer ocasião, e acho que isso está faltando muito no mundo, essa empatia. O trabalho do escotismo está resgatando isso nesses indivíduos que estão em formação, além de que estamos formando os futuros líderes de uma sociedade e queremos que esses líderes tenham esses valores. Nós não poderíamos deixar algo melhor para nossa cidade do que cidadãos conscientes e responsáveis pelas suas decisões”, explica Tanize. 


Fotos: Notícias de Bento

MAIS NOTÍCIAS

Desfile Cênico Buon Natale espera pela comunidade de Bento
Falta d'água atormenta moradores de vários bairros
Vereadores votam seis projetos na sessão desta segunda-feira, 17
GAECO começa a ouvir vereadores no caso do Plano Diretor
Sine oferece 46 vagas de trabalho nesta semana