54 8128.5277 redacao@noticiasdebento.com.br

Polícia Civil prende suspeito da morte do empresário Gregório Bruschi

Indivíduo de 39 anos foi capturado na tarde desta quarta-feira, 10, na Rua José João Tomedi, no bairro Fenavinho.

11 Out. 2018 às 08:12

Agentes da Polícia Civil prenderam um homem suspeito de ter sido o autor do disparo que matou o empresário Gregório Bruschi, sócio-proprietário da Rede de Supermercados Grepar. Ele foi capturado na tarde desta quarta-feira, 10, no bairro Fenavinho. 

A prisão foi realizada pela equipe de investigação da 2ª Delegacia de Polícia de Bento Gonçalves, com apoio de agentes da 1ª DP. O suspeito de 39 anos, identificado como sendo Luciano de Paula, estava escondido no interior de uma residência na Rua José João Tomedi no bairro Fenavinho. Ele estava foragido da Justiça.

Agora o delegado Álvaro Pacheco Becker juntas os elementos para confirmar que o indivíduo é realmente o autor da morte do empresário, que comoveu toda a cidade. 

Como aconteceu o latrocínio

Na noite do dia 6 de setembro, um homem armado invadiu o Mercado Grepar localizado na Travessa Guaporé, no bairro Botafogo, por volta das 19h15min, para realizar um assalto. Gregório Bruschi ajudava uma funcionária no caixa, quando se assustou ao ver o assaltante e acabou atingido com um tiro na perna esquerda. O bandido fugiu depois de atirar e não levou nada do estabelecimento. 

O empresário chegou a ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado para o hospital. Bruschi foi atingido na veia aorta, o que provocou uma sequência de paradas cardíacas. Ele chegou a passar pelo bloco cirúrgico, onde ficou durante três dias, vindo a falecer no dia 9 de setembro. 

Fotos: Divulgação

MAIS NOTÍCIAS

Bento Gonçalves registra um assassinato por semana em 2018
3º Encontro Técnico de Polícias Rodoviárias do Brasil apresenta novidades
Polícia prende mulher que usava filho menor para realizar furtos
Policiais da BM prendem mais um por tráfico do Tancredo Neves
Caminhão com placas de Bento é flagrado com 350 mil maços de cigarros