54 8128.5277 redacao@noticiasdebento.com.br

Sintomas da hérnia de disco

As regiões mais comuns de serem acometidas com hérnia de disco são a coluna lombar e a coluna cervical.

27 Nov. 2018 às 09:32

Os sintomas mais comuns são dores localizadas nas regiões onde existe a lesão do disco. Essas dores podem ser irradiadas para outras partes do corpo. Quando a hérnia é na coluna cervical, as dores ou as alterações de sensibilidade se irradiam para as regiões superiores dos ombros, para os braços, as mãos e os dedos. Se a hérnia de disco é lombar, as dores se irradiam para as pernas e pés. O paciente pode também sentir formigamento, dormência, ardência e dores na parte interna da coxa. As pessoas relatam que é uma “dor chata” e que não existe posição que melhore. Alguns relatam que pioram quando vão dormir. Isso acontece porque nesse momento o corpo fica relaxado e os discos se reidratam, aumentando o seu volume, e consequentemente comprimem as raízes nervosas. Nos casos mais graves, a compressão poderá causar perda de força nas pernas e até mesmo incontinência urinária.

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE. É RÁPIDO E FÁCIL!!


OBSERVE OS PRINCIPAIS SINTOMAS DE FORMA RESUMIDA:

1 – Dor nas costas há mais de três meses;

2 – Coluna torta quando entra em crise;

3 – Dor noturna que piora durante o sono e que permanece ao acordar;

4 – Dor que piora ao ficar em pé com a perna estendida;

5 – Bastante dificuldade para ficar sentado por mais de 10 minutos;

6 – Redução de força em uma das pernas ou nas duas;

7 – Impossibilidade de ficar de ponta de pé com uma das pernas;

8 – Dor, formigamento ou dormência nos membros;

9 – Dificuldades extremas para segurar a urina;

10 – Redução do rendimento e desânimo para a realização de atividades rotineiras;

11 – Dores de cabeça associadas a dores na região da nuca e que se prolongam para os ombros;

12 – Dificuldades para se locomover ou levantar algum objeto.

hernia-de-disco-sintomas

Qualquer um desses sintomas representa um sério problema para sua coluna vertebral. Não tome remédios por conta própria nem espere que sua dor melhore sozinha. Nenhum tipo de dor na coluna deve ser ignorado, principalmente, quando o paciente detecta a presença de um ou mais dos sintomas listados acima. Ao identificar incômodos similares, deve-se procurar por ajuda médica imediatamente. Mascarar a dor com o uso de medicamentos (por conta própria) ou “receitas caseiras” é colocar a saúde em risco. O ideal é investigar a causa das dores e demais sintomas com a ajuda de um especialista para que a raiz do problema (e não somente os efeitos que ele manifesta) seja tratada de forma adequada e efetiva.

DIAGNÓSTICO E EXAME

O diagnóstico pode ser feito clinicamente, levando-se em conta o histórico do paciente, as características dos sintomas e o resultado do exame físico realizado durante a avaliação. As regiões mais comuns de serem acometidas com hérnia de disco são a coluna lombar e a coluna cervical.Quando as pessoas procuram por um profissional com queixas de dores no pescoço, exploramos inicialmente a possibilidade de existir alguma assimetria facial, observamos o tipo de mordida e analisamos se o comportamento do paciente tem características de ansiedade ou estresse. Esses fatores contribuem para o aparecimento de dores na coluna cervical e até mesmo da hérnia de disco. Exames como raio X, tomografia e ressonância magnética ajudam a determinar o tamanho da lesão e a localizar em que exata região da coluna está a lesão, mas eles não são decisivos para a tomada de conduta.O exame mais importante e decisivo é o que realizamos com o paciente: ouvir o que ele tem para nos falar sobre a dor, procurar saber o que ele faz no dia a dia em casa e no trabalho e entender as reações do corpo. Todos esses detalhes poderão dar uma grande contribuição para melhora do paciente, e cabe ao profissional ficar atento. As dores lombares também têm suas peculiaridades, mas, assim como ocorre com as dores cervicais, se faz necessário primeiro escutar o paciente e, depois, fazer o exame clínico. Fazer uma boa avaliação física do quadril é de fundamental importância, pois é muito comum as pessoas que têm limitações ou lesões nessa região também terem dor na coluna vertebral. Essa relação entre o quadril e a coluna vertebral já foi motivo de muitas pesquisas científicas. Hoje pode ser afirmado que existe uma forte ligação entre as duas estruturas e que é muito comum encontrar nos pacientes dores ou restrições em ambas as estruturas.


diagnóstico-exames

A IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO EXATO

Pessoas com suspeita de hérnia de disco são diagnosticadas em, apenas, 1% a 5% dos casos com a patologia. A maior parte não tem hérnia discal, mas sim outros problemas, como o famoso bico de papagaio, ou seja, a falência estrutural ou funcional dos discos intervertebrais.

Muitas vezes, o sintoma que o paciente acredita ser de determinada doença é, na verdade, decorrente de outro problema que pode ser de resolução mais simples – e também mais grave. Daí a necessidade de um diagnóstico exato e precoce. Nenhum paciente deve ser submetido a qualquer tratamento antes do primeiro passo (insubstituível): a avaliação. Um especialista deve realizar todos os procedimentos para identificar o problema a ser tratado, as necessidades específicas para o quadro daquele paciente e as limitações apresentadas pelo mesmo. Uma vez realizado esse passo inicial, o atendimento poderá ser direcionado ao paciente com uma maior garantia de resultados seguros através do tratamento.

DR.Gerson Santa Catharina - Ortopedia de Traumatologia

Rua:José Mário Mônaco,393 sala 201- Ed. DR.CASAGRANDE 

Bento Gonçalves-RS

Fone:(54)3701-1782 (54) 9191-2450


 

Fotos: divulgação

MAIS NOTÍCIAS

Comece o dia bem com uma rotina de higiene bucal matinal
Dor de cabeça: quando é a hora de se consultar com um neurologista?
Pré-natal: conheça os exames e quando fazê-los
Você enxerga pontinhos pretos? Conheça as causas e sintomas de alerta
5 benefícios do beijo para o seu relacionamento