×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaCulturaVídeosEmpresas e EntidadesBairros

Moradores completam quatro meses de espera pela UBS do São João

Atendimentos continuam sendo realizados somente às segundas pela manhã e quintas à tarde. Prefeitura diz que está com dificuldades em contratar mão de obra.

11/02/2020 10:12

O que era para ser uma melhoria para uma comunidade, transformou-se em dor de cabeça. Os moradores dos bairros São João e Vinhedos estão completando quatro meses de espera pelo funcionamento pleno da Unidade Básica de Saúde do bairro São João. Inaugurada em outubro do ano passado junto ao complexo do Parque Esportivo Montanha dos Vinhedos, a unidade ainda não funciona diariamente e os moradores perderam as poucas fichas de atendimento que tinham anteriormente.

Segundo os moradores, a situação no local, em vez de melhorar, piorou com a inauguração da unidade. A dona de casa Morgana Martins revela que está há duas semanas tentando consultar e não consegue por causa das poucas fichas disponíveis. Ela relembra que antes o ônibus móvel da Secretaria Municipal de Saúde atendia apenas os moradores dos bairros São João e Vinhedos e as 12 fichas disponíveis eram suficientes. Agora, pacientes de vários bairros estão procurando a unidade e faltam fichas para quem mora no bairro ser atendido. "São duas semanas de aflição que eu chego e não consigo ficha. No tempo do ônibus era melhor e mais rápido, por incrível que pareça", resume a dona de casa.

Inaugurada em 9 de outubro do ano passado, a UBS do bairro São João deveria atender as pessoas que moram nos bairros Vinhedos, São João, Loteamento Paim e também da localidade de Linha Eulália. Isso até está acontecendo, mas com a mesma estrutura e forma que os moradores dos bairros Vinhedos e São João eram atendidos no ônibus da Saúde. A mesma equipe realiza o atendimento, mas somente nas manhãs de segunda-feira e tardes de quinta-feira. O público-alvo aumentou em cinco vezes, mas os atendimentos seguem com apenas 12 fichas e 2 para casos de revisão em apenas dois dias da semana. "A prefeitura fez todo o alarde dizendo que iria atender melhor a comunidade, mas não se preparou para ter uma equipe completa para atender o número de pessoas que está procurando a UBS", destacou outro morador.

Falta de pessoal é a justificativa da prefeitura

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Diogo Segabinazzi Siqueira, o maior problema tem sido a contratação de pessoal. O secretário revela que muitos profissionais estão saindo e poucos estão entrando, o que dificulta o início do atendimento diário na UBS do São João. "Na última convocação que fizemos, chamamos oito pessoas para trabalhar como técnico de enfermagem e auxiliar administrativo e apenas uma aceitou. Vamos mudar a forma de alguns cargos para tentar agilizar. Queríamos ver a unidade funcionando a pleno, mas está difícil buscarmos profissionais para isso", resume o secretário.

O investimento total entre equipamentos e profissionais foi de R$ 50.662,07, possibilitando a instalação de clínica médica e de enfermagem, realização de testes rápidos e a disponibilidade de uma farmácia básica, com medicamentos de uso contínuo.

Fotos: NB Notícias - Fonte: NB Notícias