×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Prefeitura de Bento abre processo seletivo para contratação

Vagas são para 15 visitadores dos programas Criança Feliz e Primeira Infância Melhor. O salário é de R$ 1.046,50 para 40 horas semanais.

29/06/2020 10:55

A Prefeitura de Bento Gonçalves, por meio das secretarias de Saúde e de Esportes e Desenvolvimento Social, comunica a abertura do Processo Seletivo Simplificado nº 003/2020 para a contratação de 15 visitadores para os programas Criança Feliz e Primeira Infância Melhor. O profissional será contratado para desempenhar a função por prazo determinado de 10 meses podendo ser prorrogado por igual período, com 40 horas semanais. A escolaridade mínima exigida é ensino médio completo. A remuneração mensal será R$ 1.046,50.

As inscrições poderão ser realizadas de 6 a 10 de julho, das 8h30 às 11h30, no auditório do Complexo Administrativo, localizado na Rua 10 de Novembro, 190, Bairro Cidade Alta. O processo de seleção consistirá na análise de currículos e documentação dos candidatos pela Comissão, conforme critérios definidos no edital. Clique aqui e confira a íntegra do documento.

Programas Criança Feliz e Primeira Infância Melhor

Os programas potencializam a perspectiva da proteção proativa e da prevenção de situações de risco pessoal e social nos territórios, incrementa a integração entre serviços, benefícios e programas e traz novas estratégias para fortalecer o enfrentamento da pobreza para além da questão da renda.

O público prioritário para o trabalho são as gestantes e famílias com crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Programa Bolsa Família e famílias com crianças até 6 anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Ambos são considerados programas essenciais vinculados a Atenção Primaria à Saúde e a Proteção Social Básica e buscam alternativas para manterem suas ações nos territórios, em articulação com os demais serviços da rede, contribuindo para que as famílias e comunidades superem as adversidades decorrentes do período.

As adversidades produzidas pelo período de pandemia impactam as populações socialmente vulneráveis, sobretudo a saúde e a renda das famílias, com significativas repercussões na qualidade de vida das crianças pequenas.

Por serem programas essenciais com importante relevância na mitigação dos efeitos da pandemia, o PIM/PCF está adaptando suas formas de acompanhamento às famílias, considerando, principalmente, duas possibilidades: a visita domiciliar e o atendimento remoto.

Cada visitador tem o limite máximo de 30 indivíduos para os atendimentos semanais. Em tempos de pandemia, os acompanhamentos remotos, via telefone, mensagens e vídeo chamadas, são considerados como visitas e são inseridos no prontuário SUAS e SISPIM como uma visita domiciliar.

Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação