×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaBairrosCulturaVídeosEmpresas e Entidades

Vintage e retrô: arquiteta Karina Korn explica a diferença entre os estilos

A profissional fala sobre as particularidades de cada estilo e ensina como usá-los em casa.

01/11/2019 05:36

Vintage e retrô são duas palavras bem conhecidas no mundo da decoração e do design. Apesar de muitas vezes serem usados como sinônimos, esses dois estilos definem peças diferentes, tanto em sua origem quanto ao período a que se referem. “Vintage é o clássico original usado novamente enquanto o retrô busca uma referência antiga para a criação de algo novo”, resume Karina Korn, arquiteta à frente do escritório Karina Korn Arquitetura.

O estilo vintage traz peças originais, que geralmente datam das décadas de 1920 a 1960. “Objetos realmente antigos, como uma vitrola, um carrinho de chá ou um telefone são peças capazes de trazer o ar vintage a qualquer decoração”, comenta Karina. Quando os itens alcançam os 100 anos de idade, eles já podem ser considerados como antiguidades.

O retrô, por sua vez, apresenta peças novas cujo design é inspirado em épocas passadas. Os anos 1950 e 1960 são as principais referências para as releituras do retrô. Eletrodomésticos coloridos e móveis com pés palito, além de máquinas de escrever e toca discos novos, são alguns objetos característicos do retrô.

Onde encontrar


Num décor vintage, é comum incluir peças herdadas da família e que passam de geração em geração. Mas além da casa da avó, brechós e antiquários são os lugares mais indicados para encontrar objetos antigos. “Sem dúvida, os brechós são a melhor opção para buscar móveis e utensílios de decoração vintage. Também indico procurar antiquários que possam atestar a origem das suas peças”, aconselha a arquiteta. Já móveis, eletrodomésticos e objetos retrô podem ser encontrados em uma diversidade de lojas.

Paleta de cores e materiais


Incluir peças vintage e retrô em um ambiente contemporâneo está em alta. Mas se a intenção é recriar os estilos por completo, a escolha da paleta de cores é essencial. “As cores são muito importantes para esses dois estilos, uma vez que elas acabam por ativar a nossa memória afetiva”, explica Karina.

O marsala, que voltou com força, e tons alaranjados podem compor um espaço vintage. “Esses matizes mais fortes marcam o estilo vintage porque, além de remeterem ao passado, ficam harmônicos em decorações com móveis mais pesados e torneados”, pontua a profissional. Já os tons pastel recordam o estilo retrô, então vale usar azul, rosa e verde em matizes claros.

Quanto aos materiais e às formas, o retrô traz muito metal, vidro e formas arredondadas. No vintage, essas referências também estão presentes, além da madeira.

Sobre Karina Korn Arquitetura

O amor por arquitetura e decoração levou Karina Korn a uma jornada de 26 anos dando forma a residências, lojas, consultórios e restaurantes – tanto no Brasil, quanto internacionalmente, com projetos reconhecidos em Tel Aviv e Miami. Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Karina também se especializou em decoração e design gráfico pela Escola Panamericana de Artes. Seu vasto portfólio conta com passagens em diversas edições da CASACOR, e mostras como a CAD Brasil, Artefacto e Favorita, além de ações sociais no Projeto Casa da Criança e Decor Social – ONG Nossa Turma, dentre muitos outros, contribuindo para a transformação de abrigos e creches infantis.

Prioriza sempre o excelente atendimento ao cliente junto à sua equipe multidisciplinar, do projeto ao acompanhamento das obras. Para ela, arquitetura e decoração são muito mais que projetar – significam realizar sonhos.

Karina Korn Arquitetura

Tel. (11) 3473-1303

karinakorn@karinakorn.com.br

www.karinakorn.com.br

@karinakornarquitetura


Fotos: Divulgação - Fonte: dc33 Comunicação