×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoCucina NBModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeos

Atletas do Farrapos concretizam sonho de vestir a camisa da seleção no Troféu Mundial M20

Marcos de Melo e Murillo Bonesso, revelados pelo clube alviverde, fizeram parte da Seleção Brasileira M20 na disputa do Troféu Mundial da categoria.

01/08/2019 08:58

O sonho de vestir a camisa verde e amarela e representar o seu país em uma competição mundial é o desejo de todo o atleta, seja qual for a modalidade. No rugby, o trabalho desempenhado pelo Farrapos nas categorias de base vem colhendo ótimos frutos e, sobretudo, concretizando sonhos. Neste ano, Murillo Bonesso e Marcos de Melo tiveram a oportunidade de sentir o gostinho de desfrutar de um momento inesquecível para as suas vidas integrando o elenco da Seleção Brasileira.

Murillo e Marcos, que foram revelados pela base do Farrapos, integraram a Seleção Brasileira de Rugby M20 para a disputa do Troféu Mundial M20 de 2019 (World Rugby U20 Trophy), que ocorreu entre os dias 9 e 21 de julho, em São José dos Campos-SP. Os Curumins, como é chamado a equipe M20 do Brasil, não disputava o segundo escalão do rugby mundial da categoria desde a década de 90, quando ambos os atletas sequer eram nascidos. 

Na competição, o Brasil sofreu três derrotas e conquistou uma vitória, enfrentando seleções tradicionais do rugby mundial. Na primeira fase, a Seleção Brasileira foi derrotada pelo Japão, campeão do torneio, por 56 a 24; Quênia, por 26 a 24; e Uruguai, pelo placar de 52 a 10. Na disputa pelo 7º lugar, os curumins derrotaram na prorrogação o Hong Kong por 32 a 29. 

Murillo Bonesso, que integra a equipe principal do Farrapos, foi titular em todos os jogos da competição. "A experiência de jogar um Mundial pela seleção brasileira é inexplicável. Acho que todo jogador sonha com isso e quando chega a hora nem parece verdade. Até o momento do primeiro contato do jogo contra Japão nem acreditava que estava realmente no Mundial. Estar jogando contra os melhores jogadores de outros países é uma experiência muito marcante, o nível físico e técnico de quase todos era muito bom, e estar jogando contra eles mostrou que tínhamos o potencial para vencê-los", comentou Murillo. 

O bento-gonçalvense Marcos de Melo foi reserva durante a competição, mas obteve oportunidades dentro de campo, inclusive entrando como titular em um dos confrontos da primeira fase. "Foi uma ótima experiência, uma chance única na minha vida. Me esforcei e treinei muito para isso, o que fez a experiência ser ainda mais gratificante", ressaltou o atleta do Farrapos. 

O Brasil entrou em campo visando fazer frente aos seus fortes oponentes na competição. Apesar da derrota, a Seleção Brasileira mostrou evolução durante a competição, que foi coroada com o 7º lugar. "Esperávamos ter uma colocação melhor, mas em geral tínhamos um objetivo e alcançamos. Queríamos mostrar o crescimento que tivemos durante a nossa preparação e os valores do nosso time", explicou Murillo. "Entramos em campo para deixarmos nosso melhor, mas infelizmente ainda temos muito para evoluir", completou Marcos. 

Para ambos os atletas do Farrapos, o momento mais marcante de suas experiências na Seleção Brasileira foi no jogo contra o Quênia, no qual o Brasil perdeu no último lance do jogo. "Um momento que marcou muito foi a derrota contra Quênia, me fez lembrar o Farrapos na final do Super 8. Tínhamos feito um bom jogo contra Japão e esperávamos vencer o Quênia, mas algumas tomadas de decisão errada nos costuram a vitória", salientou Murillo.

Retornando a Bento Gonçalves, os atletas agora direcionam o foco exclusivamente para o Farrapos, visando a competição nacional de 2019, que deverá iniciar no final do mês de agosto. 

Fotos: Brasil Rugby/Fotojump - Fonte: Notícias de Bento