×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Com 100 dias de Gauchão suspenso, Esportivo segue treinando "à distância"

Jogadores permanecem desempenhando trabalhos em casa por meio de treinamentos promovidos pelo preparador físico, Gustavo Corrêa, por videoconferência.

24/06/2020 11:25

Em meio às tratativas para o retorno do Campeonato Gaúcho de 2020 para o mês de julho, o Esportivo segue treinando "à distância". Com uma rotina de treinamentos no conforto de suas casas, os atletas buscam manter um condicionamento físico mínimo visando o retorno dos trabalhos dentro de campo. Nesta terça-feira, dia 23, completou-se 100 dias desde o último confronto do clube pelo Gauchão 2020, na vitória por 2 a 1 sobre o Pelotas. 

Durante o período de paralisação, o Esportivo efetuou dois dias de treinamentos presenciais, quando foi o primeiro clube do Brasil a retornar às atividades, no dia 16 de abril. No entanto, os trabalhos logo foram suspensos. Com exceção deste breve período, os atletas permaneceram treinando em suas casas, com trabalhos promovidos por videoconferência pelo preparador físico Gustavo Corrêa.

O meia Diogo Barcelos, de 35 anos, conseguiu adaptar a sua rotina com os treinamentos físicos em sua residência, visando manter a condição física para que o impacto no possível retorno aos treinos seja o menor possível. Os trabalhos são organizados pelo preparador físico através da plataforma Google Meet, e ocorrem, segundo o meia, de segunda à sexta-feira, com variação dos turnos. 


O longo período de paralisação ocasionou em um impacto significativo para as equipes, variando as proporções quanto aos prejuízos. “Acreditamos que essa paralisação ocasiona sim um impacto bastante negativo, mas tentamos com os treinamentos por videoconferência manter o máximo de condicionamento para que os jogadores possam, mesmo treinando em casa, manter parte do que foi alcançado até o momento que a competição foi suspensa”, explica Gustavo Corrêa. 

Devido a esse período de inatividade nos gramados, o desafio para a comissão técnica será repensar uma nova pré-temporada para condicionar os atletas ao nível que o Campeonato Gaúcho exige. No entanto, o período de preparação para o reinício da competição estadual deverá ser significativamente curto, o que demandará de um planejamento conciso para o melhor aproveitamento dos dias de treinamentos. 

Para o preparador físico alviazul, o trabalho deverá começar novamente do zero. “Com certeza vamos precisar replanejar o trabalho e pensar numa pré-temporada, mesmo que seja um pouco mais curta do que fizemos no início da competição. Mas vamos precisar repensar uma pré-temporada na qual consigamos fazer toda uma readaptação, todo um replanejamento do trabalho para que os jogadores consigam atingir novamente uma condição física ideal”, comenta.

Ao contrário de outras equipes do Gauchão, que se desfizeram de seus elencos, o Esportivo terá a vantagem de seguir trabalhando com o mesmo grupo de jogadores. Durante a paralisação, o clube só teve apenas uma baixa, a do volante Lucas Hulk, que se transferiu para o Ferroviário, do Ceará. “Precisamos repensar e o trabalho vai partir do zero sim, mas temos uma questão que é muito positiva que é o fato de a gente conseguir retomar os trabalhos com o mesmo grupo que finalizou aquele jogo contra o Pelotas”, salienta Gustavo. 


Esportivo pode retomar treinamentos no início do mês de julho

Nesta terça-feira, dia 23, o Esportivo realizou o processo de sanitização do Estádio Montanha dos Vinhedos visando uma possível retomada dos treinamentos nos próximos dias. O clube deverá divulgar em breve a data de reapresentação e aplicação dos testes para voltar às atividades presenciais. Os protocolos para o retorno já estão em processo de elaboração e devem ser finalizados ainda nesta semana.

O meia Diogo salienta o desejo de voltar aos treinamentos, porém com o rígido cumprimento das restrições e recomendações no combate à proliferação do coronavírus: “A minha expectativa é que possamos retornar sim, mas com toda a segurança possível, respeitando as exigências e protocolos impostos pelo Ministério da Saúde e Governo do Estado. Com certeza o tempo não será adequado para retomada dos jogos. Acredito que algumas equipes estarão melhor preparadas pelo fato de que já estão treinando há algum tempo. Sendo assim, terão uma certa vantagem. Tudo isso se, de fato, o campeonato retomar no dia 19”, pondera o meia Diogo. 

Além dos treinamentos físicos, a comissão técnica está empenhada para conter os riscos de lesão no possível retorno aos treinamentos. “O que percebemos no retorno do futebol europeu é um nível técnico e físico muito aquém, muito abaixo do que era antes da paralisação. As datas de uma pré-temporada para a possível retomada do Gauchão obviamente serão mais curtas, mas é exatamente por isso que nós nos preocupamos muito com trabalhos preventivos, de reforço, fortalecimentos que conseguimos fazer mesmo que por videoconferência”, ressalta Gustavo. 

Fotos: Divulgação - Fonte: NB Notícias