×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaBairrosCulturaVídeosEmpresas e Entidades

Com gol no último lance, Esportivo sofre primeiro revés na pré-temporada

Equipe alviazul sofreu os primeiros gols em testes preparatórios para o Gauchão de 2020. Time de Carlos Moraes foi superado pelo Ypiranga de Erechim pelo placar de 2 a 1.

12/01/2020 09:26

O Clube Esportivo conheceu a sua primeira derrota em testes de pré-temporada. A equipe alviazul foi superada pelo Ypiranga de Erechim pelo placar de 2 a 1, em amistoso realizado na tarde deste domingo, dia 12, no Estádio Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. Esse foi o penúltimo teste preparatório da equipe bento-gonçalvense para o Gauchão de 2020.

O técnico do Esportivo, Carlos Moraes, utilizou a mesma equipe que entrou em campo na vitória sobre o Pelotas na última quinta-feira, dia 09, em Pelotas. O treinador novamente utilizou três volantes no meio de campo, deixando o meia Juninho Tardelli com maior liberdade para participar do setor ofensivo. 

O jogo:

Na etapa inicial, o Esportivo começou com maior volume de jogo. A equipe da casa conseguiu boas decidas para o ataque, sobretudo pela lateral direita, porém poucas oportunidades deram trabalho ao goleiro adversário. A primeira chance clara de gol surgiu com Gustavo Sapeka. Após erro da defesa adversária, o Esportivo recuperou a bola no ataque, sobrando com o atacante na grande área, que finalizou para fora. 

Em um momento em que o Esportivo era melhor na partida, o Ypiranga tirou o zero do marcador. Em bola enfiada para Ávila, o lateral foi derrubado por Escobar na área, resultando em pênalti para os visitantes. Na cobrança, Fidélis converteu com efetividade para colocar a equipe de Erechim na frente do placar. Após o gol, o Ypiranga cresceu no jogo e equilibrou as ações da partida, controlando a posse de bola. Na metade final do primeiro tempo, poucas chances claras de gol surgiram para ambas as equipes.

Na etapa derradeira, o Esportivo voltou melhor na partida. O técnico Carlos Moraes sacou o volante Escobar para colocar em seu lugar o atacante Caprini, que deu velocidade ao setor ofensivo alviazul. A primeira oportunidade dos donos da casa surgiu em finalização de fora da área,  passando à direita do gol do Ypiranga. Pouco depois, o Esportivo teve a oportunidade de empatar a partida com Washington. Após cobrança de falta na área, o volante subiu sozinho na área, mas não pegou em cheio na bola. 

Aos 16 minutos, Caprini cruzou na área para Marcão, que dominou, girou e finalizou forte para balançar as redes do Ypiranga e empatar a partida, 1 a 1. Depois do gol, o Esportivo manteve o controle das ações da partida. Em bola recuperada, Marcão, na mesma linha que a defesa, partiu com a bola completamente livre do círculo do meio de campo ao gol, porém, ao driblar o goleiro, adiantou muito a bola e perdeu ângulo, desperdiçando a chance de fazer o segundo. 


O Esportivo teve mais uma boa oportunidade em bola parada. Após cobrança de escanteio, Flávio Torres deu uma bicicleta na grande área, colocando a bola no travessão. No último lance da partida, o Ypiranga, que teve dificuldades de criar oportunidades na etapa final, surpreendeu. Em cobrança de falta na entrada da grande área, Henrique Schwarzer finalizou rasteiro, passando por toda a defesa do Esportivo até morrer no fundo do gol, decretando a vitória do Ypiranga por 2 a 1. 

Além de conhecer a primeira derrota, esses foram os primeiros gols sofridos pelo Esportivo na pré-temporada. Antes da estreia no Gauchão de 2020, a equipe de Carlos Moraes terá mais um teste preparatório, desta vez contra o Juventude, fora de casa, na quinta-feira, dia 16, com local a ser definido. 

Ficha da partida: 

Esportivo: Renan, Igor Bosel, Cleiton, Luis Eduardo (Gullithi) e Rômulo (Xaro); Escobar (Caprini), Lucas Hulk, Washington e Juninho Tardelli (Diogo); Gustavo Sapeka (Toni Júnior) e Marcão (Flávio Torres) – Técnico: Carlos Moraes

Ypiranga: Deivity (Carlão), Falcão, Saimon (Júnior Henrique), Diogo Silva e Ávila; Fidélis, Jean Silva (Fernandinho), Cleyton e Zotti (Schwarzer); Leílson e Neto (Pedro Botelho) – Técnico: Paulo Henrique Marques

Gols: Fidélis 26’ 1T (YPI), Marcão 16’ 2T (ESP) e Schwarzer 48’ 2T (YPI)

Fotos: Kévin Sganzerla - Fonte: Notícias de Bento