×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Com o futsal paralisado, bento-gonçalvense segue à risca confinamento na Espanha

País é o terceiro com maior número de mortes por coronavírus no mundo. O pivô bento-gonçalvense, Elisandro Gomes, do Inter Movistar, segue em isolamento social ao lado de sua família em Madrid, cidade que já contabilizou mais de 6.700 óbitos.

15/04/2020 09:59

O aumento exponencial da pandemia do novo coronavírus na Espanha tornou o país o segundo mais afetado e o terceiro com maior número de óbitos até então no mundo. Apesar do número de mortes decair nos últimos dias, os números seguem alarmantes. Nas últimas 24 horas foram contabilizados 557 óbitos. O pivô bento-gonçalvense do Inter Movistar, Elisandro Gomes, de 33 anos, está em confinamento total na cidade de Madrid. Enquanto que a pandemia assola o país e interrompe a Liga Espanhola de Futsal, o atleta segue treinando em casa e no improviso para manter a forma vislumbrando o retorno às quadras.

Coronavírus na Espanha:

Segundo os dados desta quarta-feira, dia 15, disponibilizados pelo Ministerio de Sanidad da Espanha, o país registrou 177.644 casos confirmados e 18.708 mortes por coronavírus. Em Madrid, capital do país, há mais de 49 mil casos confirmados e 6.724 óbitos. Por outro lado, a Espanha já possui, ao todo, mais de 70 mil pessoas curadas. 

O país se encontra em um rigoroso confinamento devido ao aumento exponencial da pandemia nas últimas semanas. Apesar de, aos poucos, abrandar as restrições devido à diminuição nos números, o isolamento social permanece sendo seguido à risca pelo povo espanhol e madrilenho. “O número de mortes e casos aumentam a cada dia. É muito triste. Saímos para a rua e não vemos ninguém, os espanhóis estão levando realmente a sério. Os protocolos que o presidente da Espanha fala, e o que o governo decreta segue-se à risca, até porque, se não seguir e é pegado na rua descumprindo, você é multado”, ressalta

As restrições na Espanha não diferem em relação a outros países atingidos de forma significativa pela pandemia, porém a rigorosidade do confinamento é muito levada em conta pelas autoridades. “Mudou totalmente nosso cotidiano. Ninguém esperava por isso, e aqui na Espanha é muito mais severo essa questão de quarentena, eles levam muito a sério. No domingo, minha esposa saiu na rua com a minha filha maior para levar a cachorrinha passear, a polícia as parou e falou que não poderiam sair na rua assim, pois se tem que sair com a cachorra, é permitido somente uma pessoa da família”, relata Elisandro. 


Apesar do confinamento total e da ansiedade em retornar à rotina, Elisandro afirma estar aproveitando o momento para conviver mais com a família no aconchego de casa. “Vivo na capital e, por incrível que pareça, as pessoas estão respeitando muito, até porque o número de mortes não é brincadeira. Estamos aproveitando esse tempo de quarentena para ficar mais junto com a família, aproveitar e curtir as filhas, uma de 14 anos e outra que acabou de completar três meses, então estamos tentando tirar o lado bom da quarentena”, explica. 

Treinos em casa e expectativa de retorno às quadras

Desde o dia 23 de março, a primeira e a segunda divisão da liga espanhola de futsal seguem suspensas por tempo indeterminado, até que não haja nenhum risco de contaminação para retomar as competições nacionais. O Inter Movistar, do pivô bento-gonçalvense, ocupa a liderança do campeonato com 56 pontos em 23 rodadas realizadas, com 18 vitórias, dois empates e três derrotas. O Barcelona vem logo atrás com dois pontos a menos que a equipe da capital. 

Sem previsão para o retorno do futsal, Elisandro segue com uma rotina de treinamentos em casa para manter o condicionamento físico, caso a competição nacional seja retomada em breve. “Estamos treinando em casa para manter a forma. Faço parte dos exercícios no meu quarto, os funcionais faço em casa, e os aeróbicos ou sprints faço na garagem para finalizar o resto”, comenta Elisandro.

Na temporada passada, Elisandro Gomes teve a sua primeira lesão na carreira, a qual lhe tirou das quadras durante praticamente um ano. Em 2020, retornando à ativa, o jogador atuou em seis partidas pela liga espanhola, anotando um gol. Na posição, o atleta de Bento briga pela titularidade ao lado dos pivôs brasileiros Pito, ex-ACBF, e Humberto. “Acabei tendo complicações e tive que fazer três cirurgias, três artroscopias no mesmo joelho. Mas superei, não tenho mais nada no meu joelho. Não via a hora de voltar e competir. Para quem é atleta profissional, a melhor parte disso é competir. Agora estamos recuperados e esperamos que logo passe essa pandemia para voltar a jogar e fazer o que eu tanto amo”, ressalta. 

Elisandro tem contrato firmado com o clube espanhol até junho de 2020. Em 2018, sua primeira temporada no futsal espanhol, o bento-gonçalvense conquistou quatro títulos, dentre eles a Liga Espanhola de Futsal e a UEFA Futsal Cup. 

Fotos: Helen Soto/Inter Movistar - Fonte: NB Notícias