×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCulturaVariedadesEleiçõesBrasil

GAUCHÃO 2020: Esportivo faz história e fatura o título do Interior depois de 33 anos

Além de se sagrar campeão do Interior pela sétima vez, o alviazul garantiu presença na Série D do Campeonato Brasileiro de 2021 e na Copa do Brasil do próximo ano, além de avançar à semifinal do segundo turno do estadual.

29/07/2020 10:50

O Esportivo protagonizou um novo episódio para a sua Centenária história no futebol gaúcho. A equipe alviazul quebrou um tabu de 41 anos sem vencer o Juventude no Estádio Alfredo Jaconi e conquistou uma vitória sobre o alviverde pelo placar de 3 a 2, de virada, em partida realizada na tarde desta quarta-feira, dia 29. O resultado deu o título de Campeão do Interior para o Esportivo depois de 33 anos. Além disso, a equipe bento-gonçalvense se classificou para a semifinal do segundo turno do Gauchão e garantiu a vaga para a Série D do Brasileirão de 2021 e para a Copa do Brasil do próximo ano. 

Se não bastasse o feito histórico do Hepta do título do Interior, a conquista foi coroada com um resultado heroico. O Esportivo saiu na frente do placar com Sapeka, no primeiro minuto de partida, mas o Juventude virou o marcador com gols de Robert, contra, e Breno. Porém, a recuperação alviazul partiu do banco de reservas na etapa derradeira. Flávio Torres empatou e, em cruzamento do meia Diogo, o capitão Cleiton virou o placar da partida, sacramentando a vitória histórica e a conquista de Campeão do Interior. 

Agora, o Esportivo vai enfrentar o Internacional na semifinal da Taça Francisco Noveletto Neto (2º turno). O confronto deverá ocorrer no final de semana, ainda sem data, horário e local definidos pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF).

O jogo:

O placar foi aberto pelo Esportivo logo aos 30 segundos de partida. Gustavo Sapeka recebeu passe de Marcão entre os dois defensores do Juventude e finalizou na saída do goleiro, da entrada da grande área, para inaugurar o marcador no Alfredo Jaconi, 1 a 0. 


Após o gol, o Juventude, que necessitava da vitória para avançar de fase, se jogou para o ataque e esboçou uma pressão sobre os visitantes, que resultou no empate. Aos 13 minutos, Eltinho cruzou, Genilson desviou e a bola parou na trave, mas, no rebote, Breno empurrou para o fundo das redes, 1 a 1.

Os donos da casa seguiram superiores na partida, com pleno controle da posse de bola e das ações do jogo. Em uma das escapadas para o ataque do Esportivo, Marcão apareceu livre pela esquerda, driblou o defensor na pequena área, porém finalizou mal, para fora. Aos 33 minutos, em bela assistência de Renato Cajá, Breno bateu na saída do goleiro Renan para virar o placar a favor do Juventude, 2 a 1. 

No segundo tempo, o Esportivo voltou a campo com uma postura mais agressiva no setor ofensivo. Nos primeiros minutos, a equipe alviazul ainda encontrava dificuldades para realizar jogadas que que resultassem em chances de gol. O Juventude teve uma boa oportunidade aos 18 minutos, quando o Bruno Alves, de longe, finalizou próximo à meta do goleiro Renan. 

As substituições do técnico Carlos Moraes surtiram efeito e o Esportivo aumentou seu apetite de gol, passando a contar com as melhores oportunidades. Aos 30 minutos, Rômulo desviou de cabeça e o centroavante Flávio Torres, que entrou na etapa final, ficou livre na área, finalizando forte para balançar as redes e deixar tudo igual na partida, 2 a 2. 

Com efetividade no ataque, o Esportivo não abdicou de atacar e foi em busca da virada. Aos 37 minutos, Diogo cruzou e o zagueiro Cleiton subiu mais alto que a defesa alviverde para virar o jogo, 3 a 2 para o Esportivo. O gol do capitão alviazul decretou a vitória e sacramentou o título do Interior e a quebra de um tabu de 41 anos sem vencer do Juventude no Alfredo Jaconi. 


Vagas garantidas em competições nacionais e classificação à semifinal do 2º turno

Com a vitória, o Esportivo finalizou a fase classificatória com a 4ª melhor campanha do Gauchão, com 19 pontos conquistados. Com o título do Interior, o alviazul faturou a vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro do próximo ano e para a Copa do Brasil de 2021, voltando a disputar uma competição nacional após 13 anos. 

Na Taça Francisco Noveletto Neto (2º turno), o Esportivo terminou na 2ª colocação com 11 pontos, mesma pontuação que o Caxias, mas com maior número de gols anotados em relação ao rival. Desta forma, o alviazul também se garantiu na semifinal, e vai enfrentar novamente o Internacional. 

Caso o Esportivo for campeão do segundo turno, ele não será mais campeão do Interior, uma vez que o regulamento prevê que nenhum dos finalistas do Gauchão pode conquistar tal título. 

 Ficha técnica 

Juventude 2 x 3 Esportivo – 6ª rodada do 2º turno

Juventude: Luis Carlos; Samuel Santos (Igor), Augusto, Genilson e Eltinho; João Paulo, Gabriel Bispo, Marciel (Dalberto) e Renato Cajá (Carlos Eduardo); Breno e Bruno Alves (Tarta).  Técnico: Pintado

Esportivo: Renan; Cleiton, Luis Eduardo e Gullithi (Rômulo); Bovi, Robert, Igor Bosel (Galiardo), João Pedro e Xaro (Diogo); Gustavo Sapeka (Emerson) e Marcão (Flávio Torres).  Técnico Carlos Moraes

Gols: Gustavo Sapeka 1’ 1T (ESP); Breno 13’ 1T e 33’ 1T (JUV); Flávio Torres 30’ 2T (ESP) e Cleiton 37’ 2T

6ª rodada – Taça Francisco Noveletto

Novo Hamburgo 0 x 0 Grêmio

Inter 2 x 0 Aimoré

Pelotas 0 x 1 São José

São Luiz 0 x 1 Brasil de Pelotas

Ypiranga 0 x 0 Caxias

Juventude 2 x 3 Esportivo

Classificação do segundo turno e classificação geral

Fotos: Kévin Sganzerla - Fonte: NB Notícias