×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCulturaVariedadesEleiçõesBrasil

Centro de Convivência Infantil completa um ano de projeto

Espaço atende atualmente 100 crianças de 4 a 6 anos de idade, proporcionando atividades culturais, esportivas e lúdicas além de enfatizar a educação e valores sociais

18/05/2017 04:39

O Centro de Convivência Infantil completou, no último sábado, dia 13 de maio, um ano de atividades atendendo diversas crianças do município de Bento Gonçalves. O projeto desenvolvido pela Secretaria da Educação em conjunto com a Secretaria de Assistência Social atende atualmente 100 crianças, número que cresceu constantemente durante esse período. O espaço tem como objetivo de assessorar os pais que precisam trabalhar e que não possuem lugar para deixar os seus filhos. 

Ao longo desse um ano de trabalhos desenvolvidos, o Centro de Convivência Infantil ganhou diversos apoiadores que ajudaram na manutenção e no crescimento do projeto,  contando também com a ajuda dos próprios pais. Segundo a coordenadora do projeto, Alexandra Fitarelli, o projeto ganhou gradativamente um âmbito maior durante esse período, chegando hoje ao número limite de vagas fornecidas pela entidade. "Em um primeiro momento, nós tínhamos 15 crianças quando abrimos o projeto e no mês de julho, já estávamos com 40 crianças, número que se manteve até o final de 2016. A procura começou a crescer no final do ano passado e em dezembro, para nossa surpresa, chegamos aos cem inscritos", ressalta a coordenadora. 

Atualmente, o projeto atende 60 crianças pelo período da manhã e 40 pelo período da tarde, com todas as vagas já preenchidas. Ao todo, oito funcionários cuidam do espaço, o qual possui três salas de aula, materiais básicos para a prática educacional e esportiva e alimentação. "Diferente de escola, trabalhamos com as crianças em uma parte mais lúdica, com contação de histórias, balé, jiu jitsu, futsal, aulas de músicas, entre outros. Nós aqui tentamos fazer um trabalho paralelo ao que eles tem na escola. Procuramos também ensinar bastante os valores como respeito, acreditar no potencial de cada um deles, e tentar explorar para que eles cresçam de forma sadia, que tenham personalidade e tudo o que precisa que a gente não consegue dar sendo pai e mãe", afirma Alexandra.

Completado um ano de existência, agora o projeto almeja se estender cada vez mais para atender um maior número de crianças em situação de vulnerabilidade. De acordo com a coordenadora do projeto, o espaço será ampliado ainda esse ano com a criação de uma nova área ao ar livre para as crianças. A instituição está localizada no Bairro Universitário e fica aberta das 7h às 17h, de segunda à sexta-feira. 

Fotos: Kévin Sganzerla - Fonte: Kévin Sganzerla