×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoCucina NBModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeos

Classe empresarial tem papel importante na transformação das cidades

Presidente do Observatório Social do Brasil, Ney da Nóbrega Ribas, fala nesta segunda-feira, 16, às 12h, no auditório do CIC-BG sobre o tema.

15/09/2019 10:25

A busca por um pacto pelo Brasil, que estimule cada cidadão a refletir sobre a situação do país, é um dos objetivos da visita do presidente do Observatório Social do Brasil, Ney da Nóbrega Ribas, a Bento Gonçalves. Nesta segunda-feira, 16, ele apresenta no Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC-BG), às 12h, um pouco desse plano na palestra “O papel do setor privado no Pacto pelo Brasil”. O OSB é uma rede espalhada em mais de 140 cidades – inclusive Bento Gonçalves – formada por voluntários que se dedicam a monitorar o gasto do dinheiro dos impostos, de forma a melhorar a gestão pública.

Apesar de contar com toda a sociedade na busca por um Brasil mais zeloso com o dinheiro público, Ribas focará sua fala no papel da classe empresarial e das lideranças como agentes de transformação nos municípios. “Nossas posturas e atitudes influenciam nas mudanças. Como isso afeta as crianças, nossos colaboradores e as pessoas com quem mais convivemos?”, questiona.

Além do cuidado com o dinheiro público, outras ações estão ao alcance dos vários setores da sociedade, inclusive no caso de empresas. “Elas também têm papel fundamental, ora como apoiadoras e mantenedoras do Observatório local, ora como fornecedoras de produtos e serviços para os órgãos públicos locais”, observa.

Neste caso, podem até contribuir com a economia local, fazendo os recursos de impostos, por exemplo, ajudarem no desenvolvimento do município. “Em muitas cidades a Prefeitura compra mais da metade de tudo que precisa de empresas de outros municípios e até de outros estados. Imagine numa cidade em que a prefeitura compra mais de R$ 200 milhões por ano. Se metade disso for comprado de outras cidades, são mais de R$ 100 milhões que deixam de circular na economia local”, comenta Ribas.

São atitudes assim que podem ajudar o Brasil a se tornar um país melhor. Para isso, basta trabalho voluntário e dedicação. “Imagina se os pais ajudarem a monitorar como é servida a merenda na escola? E a conservação de ruas, praças, parques, jardins, iluminação pública? É preciso agir apreciativamente, cooperativamente e ordeiramente”, defende o presidente do OSB. E isso tem um significado imenso para a gestão pública, diz Ribas: “Os donos da cidade, que são os cidadãos, ajudam os gestores, que são os servidores a cuidar bem da nossa empresa, chamada município. Qual será sua contribuição?”

Serviço

O que: palestra “O papel do setor privado no Pacto pelo Brasil”, com Ney da Nóbrega Ribas

Quando: dia 16 de setembro, às 12h, no CIC-BG

Quanto: R$ 60 (sócio) e R$ 80 (não sócio)

Informações: (54) 2105.1999


Fotos: Divulgação - Fonte: Exata Comunicação