×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Coleta de lixo será retomada nesta sexta-feira

Empresa RN Freitas apresentou documentos e atendeu algumas solicitações do Ministério do Trabalho, podendo assim retomar as atividades no município.

09/12/2016 05:16

Após dois dias de interdição por parte do Ministério do Trabalho, a coleta de lixo será retomada ainda nesta sexta-feira, 9 de dezembro, em Bento Gonçalves. A RN Freitas, empresa responsável pelo serviço no município, apresentou alguns documentos exigidos pela fiscalização e também atendeu a algumas exigências para a retomada dos trabalhos. O serviço tinha sido interditado desde a quarta-feira, 7 de dezembro. A expectativa é de que durante a noite os caminhões já circulem para fazer o recolhimento do lixo.

De acordo com o gerente regional do Ministério do Trabalho, Vanius João Corte, por volta das 16h45min, foi assinado um termo de suspensão da interdição do serviço de coleta de lixo. Corte explica que a RN Freitas se comprometeu em atender alguns itens relacionados pelo Ministério do Trabalho para retomar as atividades. Um deles é o fornecimento do Equipamento de Proteção Individual (EPI) para os funcionários que fazem a coleta do lixo. Eles receberam luvas resistentes, para evitar o corte com cacos de vidro. A empresa também se comprometeu a fornecer água no caminhão para seus colaboradores, bem como controlar para que os veículos não circulem com velocidade superior a 30 quilômetros por hora quando estiverem com pessoas na parte de trás.

Apesar da liberação, Vanius Corte explica que a empresa terá que cumprir uma série de orientações para continuar realizando as atividades normalmente. Ele revela que a fiscalização apenas iniciou, porque os fiscais continuarão acompanhando semanalmente uma série de questões que a RN Freitas ainda precisa se adequar. "A interdição foi apenas suspensa. Caso a empresa não atenda a todas as requisições feitas pela fiscalização, o serviço de coleta pode ser interrompido novamente", declara o gerente regional.

Fotos: Marcelo Dargelio - Fonte: Divulgação