×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoCucina NBModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeos

CPI dos R$ 100 milhões já tem três assinaturas

Câmara deve criar comissão para analisar dívidas da prefeitura

02/07/2016 04:50

As dívidas de quase R$ 100 milhões da Prefeitura, denunciadas na semana passada pelo então vice-prefeito Mário Gabardo (na data, eram R$ 83 milhões) devem ser alvo de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara de Vereadores. O pedido foi feito pela vereadora Neilene Lunelli (PT) e precisa de seis assinaturas.

De acordo ela, o vice-prefeito – que renunciou recentemente ao posto – é uma autoridade importante e suas denúncias não podem ser desprezadas. Neilene montou o documento na tarde desta terça-feira, 28, e já conta com o apoio dos vereadores Paulo Cavalli, o Paco (PTB), e Moacir Camerini (PDT).

O Notícias de Bento acompanhou a peregrinação da parlamentar pelas bancadas em busca de assinaturas para compor a CPI. Ouviu respostas negativas da maioria dos vereadores, principalmente do bloco que apoia o prefeito Guilherme Pasin. Porém, pelo menos quatro parlamentares estão analisando a possibilidade de assinar o documento. Com isso, o pedido de CPI teria sete assinaturas, o suficiente para que a comissão fosse instalada. Os nomes dos parlamentares são mantidos em sigilo para evitar represálias e ações da ala governista.

Para a vereadora do PT, as contas precisam ser investigadas, principalmente para se ter conhecimento da origem destas dívidas. "Em 2012, assinei uma CPI para investigar as contas do meu próprio irmão, que era prefeito e do meu partido. Nosso trabalho tem que estar voltado para os interesses da comunidade e não dos partidos", finaliza a vereadora. Neilene espera contar com as seis assinaturas até esta sexta-feira, dia 1° de julho.

Fotos: MARCELO DARGELIO - Fonte: Marcelo Dargelio