×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoCucina NBModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeos

Daniela Flamia assume a presidência da ASBG visando defender direitos dos surdos

Gestão para 2019/2020 visa também a ampliação de atendimentos e a construção de uma sede própria para a associação e de uma Sociedade para os surdos.

05/02/2019 08:00

A partir de 2019, a Associação dos Surdos de Bento Gonçalves (ASBG) passa a contar com uma nova gestão para encarar os desafios da entidade para o biênio de 2019/20. Daniela Flamia assumiu a presidência da ASBG ao lado do vice Alex do Nascimento. A nova direção promete ampliar os atendimentos, buscar cada vez mais o reconhecimento dos surdos na sociedade e dar os primeiros passos para a construção da própria sede da associação, bem como da Sociedade para os surdos. 

A dificuldade de inserção na sociedade e no mercado de trabalho, bem como diversos obstáculos nas mais variadas ocasiões como, por exemplo, fazer a carteira de motorista, seguem sendo os desafios enfrentados todos os dias pelos surdos. A associação, que atende 17 pessoas com deficiência auditiva, até os 18 anos, além de dois adultos, possui atendimentos com fonoaudióloga, libras, com um professor surdo, e psicopedagoga para diminuir as barreiras na comunicação dos surdos na sociedade. 

Foto: Daniela Flamia ao lado do vice Alex

A nova gestão pretende ir além do essencial. A nova presidente da ASBG tem como objetivo principal dar o devido reconhecimento aos surdos. “O que vamos tentar é conseguir mais atendimentos, informática, meio ambiente, por exemplo, e continuar com os atendimentos que já tínhamos. Queremos também colocar uma sala de artesanato para as mães venderem como forma de lucro para a associação e claro, sobretudo, que eles sejam mais e mais reconhecidos”, ressalta Daniela. 

A grande novidade prevista pela nova gestão é a construção da sede própria da ASBG e da Sociedade para os surdos, como forma de lazer para os adultos que possuem deficiência auditiva. Segundo a presidente, a entidade visa buscar um terreno cedido pela prefeitura de Bento Gonçalves. “Quero começar a construir a associação, ter um terreno com a prefeitura de Bento para construir a sede e fazer a Sociedade para os Surdos. A maioria dos surdos mais adultos, mais antigos daqui ou vão para Caxias do Sul ou para Porto Alegre, pois eles não têm nada para fazer aqui. Nada mais justo que tenha uma Sociedade só para eles aqui em Bento também”, comenta. 

Foto: 1º Encontro de Surdos de Bento Gonçalves

O grande anseio de Daniela Flamia para os surdos de Bento Gonçalves é a construção de uma escola exclusiva para surdos, com profissionais capacitados para atender os deficientes auditivos do município. Ela afirma que a cidade evoluiu consideravelmente quanto ao atendimento aos surdos, porém há muito que crescer. “Tenho muitos sonhos. Quero construir, quero ir para frente. O meu maior sonho é ter uma escola de surdos em Bento. Mas não é simplesmente ter o local e jogar os alunos lá e não ter um profissional capacitado para atendê-los. Quando digo capacitados não é ter apenas um cursinho de 180 horas e sim pessoas formadas no curso de intérprete de libras que sejam creditados para isso”, explica Daniela.

Um dos maiores desafios da ASBG ainda se refere na busca pelo reconhecimento e pelo cumprimento da lei envolvendo os surdos. Daniela exemplifica a busca pelo reconhecimento em um exemplo que ocorreu com o seu filho, que possui deficiência auditiva. “Eu sei muito bem libras, mas não vou me meter, por exemplo, no DETRAN, no qual os sinais são diferentes, onde me chamaram esses dias para eu ser intérprete do meu filho para fazer a carteira. Na lei está que o DETRAN tem a obrigação e é direito do surdo de fazer as aulas com intérprete formado em libras. Vamos exigir o direito deles em todos os lugares. Esse ano será um ano de exigências para as pessoas terem consciência que surdo tem direito como qualquer outra pessoa”, afirma Daniela. 

ASBG faz parceria com a FENEIS

A diretoria da ASBG visitou a Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (FENEIS) na última quinta-feira, dia 31, em Porto Alegre, visando fechar uma parceria com a principal entidade dos surdos no Estado. No encontro foram tratados diversos assuntos de interesse visando a comunidade surda de Bento Gonçalves como o encaminhamento ao mercado de trabalho por meio de convênios, cursos de Libras, amparo nas leis para os deficientes auditivos e parcerias com a Sociedade dos Surdos de Porto alegre visando oportunizar a colônia de férias em Capão da Canoa para os surdos de Bento. 

ASBG oportuniza curso de libras para a comunidade de Bento a partir de fevereiro

A associação contará com um curso de Libras para a comunidade de Bento Gonçalves a partir do dia 21 de fevereiro. O curso terá um total de 180 horas, correspondendo um ano e meio de curso, com nível básico, intermediário e avançado. O curso ocorre na Escola Aparecida, das 19h30 às 22h30. O intermediário inicia a partir do dia 1º de agosto, enquanto que o avançado começa no dia 27 de fevereiro de 2020. As pessoas que tiverem interesse no curso podem adquirir mais informações no fone (54) 3454-4689 com a coordenadora Cátia. 


Fotos: Divulgação - Fonte: Notícias de Bento