×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCulturaVariedadesEleiçõesBrasil

De fato é fato - Nº 2: O chororô de Gustavo Sperotto e o retorno de Alcindo Gabrielli

Vereador usou redes sociais para atacar a imprensa, enquanto o ex-prefeito de Bento retorna à Capital do Vinho para anunciar pré-candidatura.

10/02/2020 09:57

Chororô de Gustavo Sperotto

O fim de semana foi marcado pelos comentários em relação ao ranking de captação de recursos feitos pelos vereadores para Bento Gonçalves. O valor divulgado foi relacionado a emendas parlamentares e recursos do governo federal já utilizados pelo município. Por uma divergência de informações, os valores captados pelo vereador Gustavo Sperotto (DEM) não foram repassados pela Câmara de Vereadores. Assim que foi feito o contato pelo nobre Edil, a reportagem do NB foi corrigida, atribuindo ao vereador a captação de mais de R$ 1,4 milhão ao município. Mesmo assim, o vereador usou sua rede social para se vitimizar com seu eleitorado, alegando que a imprensa MENTIU na divulgação dos resultados. A ação, totalmente desnecessária, mostra a necessidade do parlamentar de receber aplausos e teve o intuito de jogar a comunidade contra a imprensa. Sperotto tem feito um bom trabalho como vereador, mas foi muito infeliz ao querer bancar o injustiçado nas redes sociais, esquecendo que é um formador de opinião e as pessoas ouvem muito o que ele tem a dizer. O ato de falar demais, e sem pensar, de Sperotto é recorrente. Graças a isso, tivemos uma investigação de uma suposta negociata de valores para mudanças no Plano Diretor, algo que ele jamais teria denunciado, não tivesse sido pego em uma gravação. 

Recursos captados por Sperotto questionados

Em relação aos recursos que Gustavo postou em suas redes sociais, os valores que dizem respeito ao ex-deputado federal Onix Lorenzoni são questionados pelo seu próprio partido, o DEM. Os valores de R$ 235.864, destinados para as academias de saúde, e R$ 250 mil, para a compra de coletes balísticos para a Brigada Militar, já estavam com destinação prevista pelo deputado e não teriam sido captados pelo vereador. Estes R$ 250 mil teriam sido definidos entre os deputados federais da bancada gaúcha, que se reuniram para a destinação dos recursos em bloco para área da segurança, sem uma intermediação do vereador Sperotto para que o recurso viesse para o município. Em relação aos R$ 850 mil que o parlamentar diz ter captado, o vereador teria ido à Brasília levar os documentos para a confirmação do recebimento de recursos que já estavam destinados ao município, atribuindo a si os louros da captação. Porém, como temos sessão nesta segunda-feira, 10, talvez o parlamentar aproveite para esclarecer e detalhar como cada recurso foi captado e qual foi a sua atuação para que ele fosse conquistado. 

Alcindo Gabrielli retorna de Brasília


O ex-prefeito Alcindo Gabrielli (MDB) está deixando Brasília e deve retornar para Bento Gonçalves, onde deve ser anunciado como pré-candidato a prefeito.  Apesar de não confirmar oficialmente que irá disputar as eleições deste ano, um grande blocão de partidos está sendo organizado para apoiar Gabrielli na disputa pela Casa Amarela. Ele deve chegar à cidade depois do dia 20 deste mês. Muitas das siglas são partidos dissidentes da administração de Guilherme Pasin. Nos bastidores, alguns presidentes alegam terem sido traídos pelo prefeito na composição dos cargos após sua reeleição em 2016.

As alternativas do Progressistas como candidatos a prefeito

Como tinha prometido, vou citar aqui alguns dos possíveis nomes que poderiam concorrer pelo Progressitas a prefeito, porém, poucos com chances de decolar. Fiz uma listinha básica e peço desculpas se alguém ficar de fora:

1)Eduardo Viríssimo - Continua sendo o ficha 1 do prefeito Guilherme Pasin. Apesar de não ser muito bom de discurso nos palanques, o atual secretário de Esportes e Ação Social deve ter que encarar a bronca como o candidato governista. Nos bastidores, ele é considerado o melhor nome para manter o antigo PP no comando da Casa Amarela. Como tem força na área esportiva e com centenas de famílias que têm seus filhos em seus projetos sociais, o partido aposta em seu crescimento quando começarem as campanhas eleitorais.

2) Amarildo Lucatelli - O secretário municipal de Obras tem se destacado pelo trabalho realizado na pasta e poderia ser um bom nome para a candidatura a prefeito. Porém, tem mais o perfil operacional e não de liderança, o que acaba desabonando seu nome para uma indicação. Mas já mostrou que trabalho e empenho não lhe faltam.

3) Neri Mazzocchin - Tem o sonho de ser candidato a prefeito. Sua intenção não tem sido levada a sério pelo Progressistas, o que deve fazer com que ele mude de partido, caso insista em concorrer à Casa Amarela realmente.

4) Rodrigo Ferri Parisotto - Teve o nome especulado no momento de testes de popularidade entre os substitutos imaginados pelo prefeito Guilherme Pasin. Está filiado ao Progressistas mas, mesmo tendo feito um grande trabalho a frente da pasta do Turismo, não é visto com poder de voto suficiente para ganhar uma eleição.

5 - Rafael Pasqualotto - O presidente da Câmara poderia ser um candidato a prefeito natural pelo partido. Com uma grande força junto à comunidade evangélica, Pasqualotto tem credenciais para ser o candidato. Seu calcanhar de Aquiles para a disputa à Casa Amarela é o processo judicial no caso do Plano Diretor, onde foi denunciado pelo Ministério Público, mesmo sem ter indícios de recebimento de valores em suas contas pessoais.


Fotos: Divulgação - Fonte: Marcelo Dargelio/NB Notícias