×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaEmpresas e EntidadesBairrosCulturaVídeos

O "bom mesmo é cozinhar" empreender na gastronomia

Assunto será tema de debate ao vivo nesta Terça-feira, 22 , às 20h no programa "De papo com a Jaque".

20/10/2019 11:38

Empreender na gastronomia exige visão e uma boa equipe de chefs e cozinheiros. Isso todos sabem. Mas dominar uma cozinha não é somente elaborar pratos e cardápios, e sim gerenciá-la por inteiro, participando de todos os processos.

O setor de gastronomia é um dos mais populosos no mundo dos empreendedores e é por esse motivo que, quem quiser prosperar e construir negócios duradouros nessa área precisa enxergar longe.

Você, claro, não vai cuidar de tudo isso. Mas precisar saber o que precisa ser feito.

Além disso, é fundamental entender a dinâmica desse mercado. Veja alguns fatores aos quais todo empreendedor (ou aspirante a tal) do setor deve saber sobre empreender na gastronomia.

Experiência

Um dos itens cruciais para o desenvolvimento do seu projeto é certamente a experiência que o cliente terá ao visitar seu estabelecimento. Hoje a concorrência é acirrada no setor de food service, e cozinhar bem é algo primordial nos restaurantes.

Além de simplesmente servir comida, para se diferenciar hoje em dia, é necessário oferecer algo a mais.

O grau de satisfação de experiências dentro de um restaurante como, um bate papo entre amigos, encontros familiares ou até mesmo uma reunião de negócios, está relacionado ao que o estabelecimento pode proporcionar para cada consumidor.

Seja na agilidade no atendimento, na padronização do produto, na arquitetura do espaço, pela matéria-prima ou simplesmente pela música… cada espaço deve ter sua característica e promover aquilo que possuí de melhor e assim conseguir o share of mind esperado pelo mercado.

Atendimento

Este ponto se relaciona com o anterior. Boa parte de uma experiência de sucesso depende de um atendimento de excelência. Invista em capacitação de sua equipe, forneça treinamentos e acompanhe o atendimento prestado por eles. Sempre que possível, peça a opinião de seus clientes também e alavanque sua forma de pensar em como empreender na gastronomia.

Inovação

Pensar em inovação é mais do que buscar soluções para escalar um negócio. Inovar é questão de sobrevivência, antes de tudo. Muita gente empreende no setor gastronômico. Se você for fazer mais do mesmo, haverá milhares de concorrentes. Se você inova, torna seu oceano um pouco menos vermelho. Se você conseguir ser disruptivo, vai encontrar rapidinho um belo mar azul. Mas lembre-se: inovar sempre é preciso. Não há calmaria eterna em mercado nenhum. Inovar não é apenas no quesito tecnologia, e sim um novo prato, um novo método, uma nova cultura.

Normas

Como em todo negócio, empreender no ramo gastronômico requer a padronização de várias normas. Fique atento a todas elas, para garantir a qualidade do produto e do serviço que você vai entregar aos seu público. Sobretudo para evitar problemas com os órgãos de fiscalização. Além de alvará de funcionamento, inspeção de Bombeiros e outros documentos comuns a todo negócio. Você precisar ficar atento às regulamentações específicas da vigilância sanitária.

Localização

Este fator é crucial e pode determinar o sucesso ou o fracasso de um empreendimento no setor gastronômico.  Antes de abrir um negócio, considere essa variável, analise bem a região e o público que você busca atingir.

Se a ideia for atuar somente com delivery, considere a localização do seu centro de produção com vistas a otimizar seus custos com gasolina e agilizar as entregas. Além disso, se for vender pela internet, considere o espaço virtual como um “lugar” também e saiba onde deve estar.

Comunicação para empreender na gastronomia

Por fim, um restaurante é igual ao corpo humano. Se um órgão não estiver funcionando corretamente, provavelmente os outros não trabalharão direito. Partindo disso, não basta fazer boa comida e não comunicar o seu público sobre o que oferece. E para isso existem diversos meios, seja pelo online quanto no offline.

No que tange ao online, a rede social é a primeira no ranking para começar. Com publicações sobre os produtos, cultura da empresa, como é a rotina dos funcionários, modo de produção são uns dos assuntos que podem ser explorados no meio virtual, basta somente saber qual tipo de conteúdo desempenha melhor em cada rede. Um exemplo é o Facebook, os vídeos geralmente funcionam melhor para essa rede e fotografia de produto, funcionam com excelência no Instagram, pois é uma rede mais momentânea, de imagem e destaque.

Outros canais para trabalhar, flyers para panfletagem, portais de notícias locais, ações em ponto de venda como degustações. Outra opção são as ações com brindes para quem visita o estabelecimento.

"É PRECISO CONHECER A COZINHA E OS NEGÓCIOS PARA TER SUCESSO" Chef Ronei Fernando da Silva.

Sapore Sublime 

Rua Herny Hugo Dreher, 540 

Bento Gonçalves 

(54) 3451-3160

Sapore Sublime Gourmet

Jardim Gastronômico

Garibaldi

(54) 99989-1998

Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação