×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Serra Gaúcha fica na bandeira vermelha e empresas terão que fechar as portas

Recurso foi indeferido pelo Governo do Estado. Empresas de Comércio e Serviços fecham as portas nesta terça-feira, 14, por pelo menos uma semana..

13/07/2020 06:07

Desta vez não deu. A Serra Gaúcha permaneceu na bandeira vermelha na reconsideração do Distanciamento Controlado do Governo do Estado. Desta forma, os estabelecimentos dos segmentos de Comércio e Serviços terão que fechar suas portas a partir desta terça-feira, 14, por pelo menos uma semana.

De acordo com o governador Eduardo Leite, nesta semana será autorizada uma flexibilização para as empresas do Comércio que não são essenciais. Essas empresas poderão trabalhar de portas fechadas, com o atendimento no sistema pegue e leve ou então no sistema de Drive Thru. Não será permitido o acesso de pessoas aos estabelecimentos comerciais enquanto a bandeira vermelha estiver vigorando.

Os indicadores já apontavam que a Serra Gaúcha não iria sair da bandeira vermelha. O número acentuado de mortes na região colaboraram para que a situação se agravasse na região. Alguns municípios da Serra Gaúcha poderão seguir na bandeira laranja por não terem registrado nenhuma hospitalização e nenhum óbito. Os técnicos do Governo do Estado entenderam que as unidades hospitalares da Serra Gaúcha não conseguiram alcançar uma estabilidade nas internações em hospitais e também na questão dos óbitos.

Um dos fatores que prejudicou a avaliação, segundo o governador Eduardo Leite, é a ocupação de leitos a nível estadual. Esta falta de disponibilidade fez com que todas as regiões fossem prejudicadas e auxiliou a Serra Gaúcha a ficar na bandeira vermelha. Leite explicou que apesar do aumento do número de leitos de UTI no estado, também foi registrado um aumento maior no número de pacientes ocupando leitos de UTI. Há duas semanas, havia uma média de 2,65 leitos de UTI livres. Neste momento, essa média é de apenas 1,2 leitos.

Fotos: Divulgação - Fonte: NB Notícias