×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaCulturaVídeosEmpresas e EntidadesBairros

Sindiserp emite nota em resposta à administração municipal

Sindicato manifesta indignação com a forma de condução adotada pelo prefeito Guilherme Pasin em relação às reivindicações da categoria.

17/07/2019 12:14

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindiserp-BG) divulgou na manhã desta quarta-feira, 17, uma nota oficial sobre Confira a íntegra da nota:

O SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DE BENTO GONÇALVES (SINDISERP), em resposta ao comunicado do Sr. Prefeito Guilherme Rech Pasin,  em relação ao ato de greve ocorrido, vem manifestar indignação com a forma de condução da Administração Pública, que se recusa a discutir apropriadamente as reivindicações dos seus próprios funcionários, preferindo, de forma superficial e com argumentos que não rebatem os elencados pelos servidores, tentar descredibilizar os funcionários públicos, fundamentais para a engrenagem do Município.

A afirmação de que se trata de manifestação política olvida as ilegalidades apontadas no descumprimento da trimestralidade e, principalmente, o risco a que estão sendo submetidos os servidores com as alterações do Fundo.

Há, assim, DEFESA DOS DIREITOS DA CATEGORIA externada através de ATO CONSTITUCIONAL DE GREVE, que registra pleno fundamento democrático.

Realizar desconto do ponto dos servidores, inclusive de datas que foram objeto de compensação, é atentar contra a democracia e deixar de reconhecer a legitimidade que o SINDISERP registra na representação dos servidores. A prática do Sr. Prefeito é, assim, autoritária e antidemocrática.

Cabe ressaltar que diversas foram as tentativas de diálogo com a Administração para se chegar a um acordo, antes do ato, todas ignoradas. Ora, tendo sido compreendido pela ineficácia das tentativas de diálogo com a administração e pela validade das reivindicações, é assegurado aos servidores o direito de lutar por seus interesses, conforme fizeram.

Em troca, a Administração, em vez de adotar a via pacífica e negociar com seu quadro de força, prefere mais uma vez atacar os funcionários, sustentando, infundadamente, que se tratou de manifestação política, argumento sem qualquer respaldo, confundindo também os servidores ao ameaçar corte de ponto e alimentação e propor compensação ao mesmo tempo, utilizando manobras administrativas para impor confusão entre a classe.

Em resumo, os atos não serão esquecidos e não serão tolerados pelos servidores, que nada mais fazem do que buscar restabelecer a comunicação há muito tempo perdida, essencial para o bom funcionamento do Município, registrando-se aqui pedido de respeito e de mudança na forma da condução das negociações.


Fotos: Notícias de Bento - Fonte: Divulgação