×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Vereador pede criação de CPI das Finanças da Prefeitura

Requerimento de Moacir Camerini (PDT) irá a votação na sessão ordinária da Câmara de Vereadores desta quarta-feira.

11/01/2017 05:46

O vereador Moacir Camerini entrou com um requerimento pedindo a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades nas contas da prefeitura. Denominada CPI DAS FINANÇAS, o objetivo do pedido do parlamentar é para apuração da real situação financeira do município, devido aos atrasos nos pagamentos das empresas que prestam serviços terceirizados, estagiários e os fornecedores, bem como o gasto com pessoal em 2016.

Para embasar seu requerimento, Camerini anexou ao requerimento vários fatos ocorridos em 2016 envolvendo a falta de pagamento por parte da prefeitura, entre eles a paralisação de servidores terceirizados e o atraso no pagamento do 13º salário do funcionalismo municipal.Além disso, o parlamentar destaca que em 2015, segundo dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a prefeitura de Bento Gonçalves teria ultrapassado os limites de gastos com pessoal, atingindo 56%, enquanto o percentual máximo ´por lei é de 54%. "Precisamos acompanhar mais de perto o que está acontecendo com as finanças do município. Hoje os médicos entraram em greve por falta de pagamento de salários e quem sofre com isso é a população", destaca o vereador pedetista.

Caso o requerimento seja aprovado por maioria simples, a CPI das Finanças já pode ser instalada. Em caso de reprovação, Camerini espera contar com, pelo menos, seis votos a favor da instalação, o que já permitiria que a comissão parlamentar de inquérito fosse criada. "Os vereadores são os representantes do povo e não podem deixar esta situação se agravar ainda mais para investigar. Está na hora de exercermos nossa representatividade com mais clareza", finaliza o vereador.

Fotos: MARCELO DARGELIO - Fonte: Alexandre Brusa/Câmara de Vereadores/Divulgação