×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaCulturaVídeosEmpresas e EntidadesBairros

Vereador questiona PPP da Iluminação Pública

Moisés Scussel (PSDB) argumenta que a economia de 50% anunciada pela prefeitura não será repassada para a população, na diminuição no valor pago do tributo.

18/11/2019 06:45

A Parceria Público Privada da Iluminação Pública de Bento Gonçalves foi alvo de questionamento durante a sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira, 18.  O vereador Moisés Scussel (PSDB) colocou em suspeição quais seriam os benefícios reais que iriam ser trazidos para a população com a entrega do serviço à iniciativa privada.

De acordo com Scussel, a substituição das luminárias atuais pelas lâmpadas de LED. Pelos dados divulgados pela Prefeitura Municipal é de que haverá uma economia é de 50% com a troca de todas as mais de 14 mil lâmpadas espalhadas pelo município. A estimativa para os gastos deste ano, de acordo com o vereador, é de R$ 3,32 milhões. Com a redução de 50% estimada, o custo com a iluminação ficaria em torno de R$ 1,16 milhão.

Em seu discurso no plenário, Scussel lembrou que, no ano passado, os vereadores autorizaram o reajuste de 100% no valor da taxa de iluminação pública, que é paga pela comunidade. A empresa responsável pela alteração receberá R$ 139,4 milhões para cuidar da iluminação nos próximos 25 anos. O vereador explica que a arrecadação atual é de R$ 5,58 milhões, prevista para o ano de 2019, o que, atualmente há um superávit de quase R$ 2 milhões no Fundo de Iluminação Pública.

Moisés Scussel revela que não está especificada uma redução no valor da taxa de iluminação pública para o cidadão bento-gonçalvense, pois ele faz a contribuição mensal no tributo embutido em sua conta de energia elétrica. A preocupação do parlamentar é de que a sobra de valores para a empresa vencedora ficará em torno de R$ 4 milhões. "Precisamos atentar para esta questão, aproveitando que a licitação ainda não foi aberta", finalizou o vereador.

O vereador Gustavo Sperotto (DEM) completou a fala de Scussel, informando que quem está pagando esta modernização é a população, sem a necessidade do aumento da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), concedido pelos vereadores da Câmara no ano passado.  

Fotos: Divulgação - Fonte: Notícias de Bento