×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

DISTANCIAMENTO CONTROLADO: Serra permanece na classificação de alto risco

Bandeira vermelha se repete pela terceira semana consecutiva. De acordo com o Estado, região tem atualmente a situação mais preocupante do Rio Grande do Sul

24/07/2020 06:28

Bento Gonçalves e a Serra terão de amargar mais uma semana de bandeira vermelha no modelo de Distanciamento Controlado do Governo do Estado. No final da tarde desta sexta-feira, dia 24, o Poder Executivo gaúcho divulgou as classificações para a nova rodada e, como parecia ser inevitável, a região permanece em alto risco. O mapa definitivo será apresentado na próxima segunda-feira, 27, após o prazo para recursos dado aos municípios.

O mapa preliminar da 12ª rodada do Distanciamento Controlado traz 14 regiões em bandeira vermelha: Caxias do Sul, Taquara, Canoas, Porto Alegre, Pelotas, Santa Rosa, Santa Cruz do Sul, Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Cruz Alta, Bagé, Passo Fundo, Palmeira das Missões e Santo Ângelo. A Serra é considerada a mais preocupante, visto que manteve a mesma média ponderada final da semana anterior, de 2,16.

Das 49 cidades que formam o conglomerado serrano, contudo, 24 poderão adotar protocolos de bandeira laranja por meio de regulamentos próprios. Essa flexibilização só é permitida porque nestes municípios não tiveram registro de hospitalização e óbito por Covid-19 nos 14 dias anteriores à leitura dos dados.

DADOS DA SERRA
A Serra gaúcha segue agravada pelos dois indicadores de Incidência de Novos Casos sobre a População, pela Capacidade e Mudança da Capacidade de Atendimento da macrorregião e, assim como as demais regiões Covid-19, pelo impacto da bandeira preta no indicador de Capacidade de Atendimento mensurada pelo Estado como um todo.

O indicador de hospitalizações confirmadas para Covid-19 registradas nos últimos 7 dias cresceu 31%, passando de 81 na semana anterior para 106 na atual. Este avanço também é observado nos indicadores de internados em leitos de UTI.

O número de internados por SRAG em UTI (de 106 para 122), o número de internados em leitos clínicos Covid-19 (de 108 para 109) e de internados em leitos de UTI Covid-19 (de 76 para 92) permanecem crescendo, em nível acelerado.

Os indicadores de incidência de novos casos sobre a população – "Hospitalizações confirmadas para Covid-19 em relação à população” e “Projeção de óbitos em relação à população” – mantiveram situação de maior risco: bandeira preta em ambos.

Por fim, o indicador de leitos de UTI livres divido pelo de leitos de UTI ocupados por pacientes Covid-19, mensurado para a macrorregião, manteve situação de bandeira preta (com 0,53 leitos de UTI adulto livre para cada leito de UTI adulto ocupado por Covid-19 na região). Este indicador sinaliza um aumento na ocupação de leitos de UTI por pacientes Covid-19, além de que o número de leitos de UTI livres no último dia reduziu significativamente entre as duas semanas (de 71 para 49).

NESTE LINK, é possível conferir a nota técnica
com a justificativa para a classificação de cada região. O levantamento completo da 12ª rodada do Distanciamento Controlado pode ser acessado CLICANDO AQUI.

Fotos: Reprodução Distanciamento Controlado - Fonte: