×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoCucina NBModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeos

Acusado de homicídio em 2015 é absolvido pelo júri

Julgamento foi realizado na manhã desta quinta-feira, 4 de julho, pela primeira vez nas dependências da Defensoria Pública.

04/07/2019 05:22

O padeiro Nilmar Lopes Nunes, de 25 anos, foi absolvido pelo júri popular durante julgamento realizado na manhã desta quinta-feira, 4 de julho. Ele era acusado de ter matado Tailon Nathan Corrêa Pereira em 2015.

A Defensoria Pública de Bento Gonçalves foi pela primeira vez na história jurídica do Rio Grande do Sul o  palco do julgamento. Nilmar Lopes Nunes, foi julgado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil (Artigo 121, § 2º, inc. II, cc art. 29, do Código Penal).  O crime ocorreu no dia 12 de março de 2015. Tailon Pereira, então com 21 anos de idade, foi atingido por dois tiros na cabeça quando estava no pátio de sua casa, na Rua Caxias do Sul, no bairro Jardim Glória. Ele chegou a ser socorrido com vida, mas morreu por volta das 23h do mesmo dia, no Hospital Tacchini.

O júri foi composto por quatro homens e três mulheres. eles concluíram que o réu era inocente e o absolveram. Vale salientar que Nilmar Nunes disse ter ido até a casa da vítima, mas que não teria efetuado os disparos. O autor dos tiros que mataram Tailon Pereira nunca foi identificado pela Polícia Civil. 

Fotos: Greice Scotton Locattelli/SerraNossa/Divulgação - Fonte: Notícias de Bento