×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaCulturaVídeosEmpresas e EntidadesBairros

Bento Gonçalves completa 34 dias sem homicídios

Ação realizada pela Brigada Militar junto a uma facção criminosa no mês de setembro foi um dos motivos da redução de assassinatos na Capital do Vinho

21/01/2020 08:17

Bento Gonçalves completa nesta terça-feira, 21, 34 dias sem registrar um assassinato. O último homicídio registrado na Capital do Vinho aconteceu no dia 18 de dezembro.  Mesmo tendo fechado o ano com 52 homicídios, a exemplo de 2018, ações realizadas pela Brigada Militar foram fundamentais para estancar a onda de homicídios que vinham ocorrendo na cidade.

O comando da Brigada Militar do 3º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (3º BPAT) identificou que o homicídio era o crime responsável por causar maior insegurança na sociedade de um modo geral. Com a onda de mortes ocorridas em Bento Gonçalves, principalmente até agosto de 2019, várias ações foram realizadas de repressão ao crime no município. 

As mortes estavam diretamente ligada à disputa entre organizações criminosas pelo controle da venda de drogas. A Brigada Militar combate essas organizações através de ações policiais específicas, como por exemplo a ação ocorrida em 24 de setembro de 2019, na localidade de Passo Velho, interior de Bento Gonçalves, em que foram presos cinco suspeitos de tráfico de drogas ligados à uma facção criminosa. Na ocasião foram apreendidos mais de 12 kg de maconha, 2 kg de cocaína, dinheiro, duas pistolas (.380 e 9mm), duas espingardas calibre 12, e um fuzil calibre .556, armamento considerado de grosso calibre, além de vasta munição. Alguns dos presos eram acusados de serem mandantes de vários homicídios ocorridos na cidade. Coincidentemente, a onda de crimes diminui sensivelmente após a realização destas prisões. 

Outro fator crucial são os reforços e o aumento no número de abordagens, contando com o auxílio de horas-extras e apoio do Batalhão de Choque da Serra. Conforme explica o comandante do batalhão, tenente-coronel Paulo Cesar de Carvalho, as abordagens policiais foram aumentadas em 47%, aumentando assim o número de apreensões de armas, drogas, prisão de foragidos e condução de apenados descumprindo a prisão domiciliar, refletindo diretamente não só no controle da taxa de homicídios, mas também de outros índices criminais, desse modo transmitindo segurança a toda a comunidade.

Com esse intenso combate à criminalidade, já são 34 dias sem um único homicídio registrado, sendo por enquanto o segundo maior período sem mortes desde 2018 (ano em que o número de homicídios alcançou seu ápice no município – 52 mortes). Neste ano, a Capital do Vinho ficou 35 dias sem o registro de mortes, entre 24 de novembro e 30 de dezembro de 2018. Em comparação ao ano passado, o maior período sem homicídios foi superado (30 dias entre 14 de fevereiro e 17 de março de 2019).

O comando do 3º BPAT destaca ainda o funcionamento da nova Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves como outro fator importante no combate à criminalidade na cidade. Na casa de detenção, o acesso de apenados a telefones ficou mais restrito, o que dificulta o contato deles com a área externa. Além disso, os indivíduos presos em operações na cidade estão ficando mais tempo presos, graças ao número de vagas existente na nova penitenciária.  


Fotos: NB Notícias - Fonte: NB Notícias