×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaBairrosCulturaVídeosEmpresas e Entidades

Homem mata companheira e depois se suicida em Tuiuty

Ciúmes possessivo é a principal causa para o desfecho trágico do relacionamento entre homem de 52 anos e mulher de 26.

01/11/2019 10:57

A comunidade de Bento Gonçalves acordou abalada com um crime trágico ocorrido no interior do município na manhã desta sexta-feira, 1º de novembro. Um homem de 52 anos matou sua companheira de 26 anos e depois se suicidou no distrito de Tuiuty. Os corpos foram encontrados por familiares deitados na cama.

De acordo com a Brigada Militar, o crime ocorreu por volta das 6h, na propriedade onde são fabricados os Sucos Menoncin, na localidade de Linha Tomasi, no distrito de Tuiuty. Por volta das 6h, a Brigada Militar recebeu um chamado de moradores informando que ouviram tiros e familiares tinham encontrado o casal morto na cama onde dormiam.

Segundo a BM, pela posição dos corpos, a indicação é de que o homem, identificado como sendo Ari Menoncin, de 52 anos, teria atirado contra sua companheira, identificada como sendo Cibele Cericato, de 26 anos, e depois se suicidado. Integrantes do Instituto Geral de Perícias (IGP) já estão no local para a realização de perícia no local e confirmação dos fatos.

Alguns amigos e vizinhos revelaram que Menoncin era um homem muito ciumento e teve algumas brigas com a atual companheira. Na delegacia, também há registros de violência doméstica contra ele. Seu primeiro casamento teria terminado devido ao ciúme possessivo dele. Esta é considerada a principal causa para o crime.

Cibele era professora e dava aula em escolas da cidade, uma delas o Instituto Cecília Meireles. Nas redes sociais, muita comoção de pais e de alunos da professora, que era considerada por todos uma pessoa muito querida. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento das vítimas.

Bento Gonçalves chega agora a 46 mortes violentas em 2019, sendo esse o segundo feminicídio ocorrido na Capital do Vinho. Das 46 mortes, 7 foram mulheres.

 

Fotos: Notícias de Bento - Fonte: Notícias de Bento