×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaBairrosCulturaVídeosEmpresas e Entidades

Polícia Civil prende em Bento autor de feminicídio em Santa Catarina

Homem de 35 anos matou a companheira, moradora de Bento Gonçalves, no fim de semana, na cidade de Itapema, fugindo para a Capital do Vinho.

17/02/2020 05:20

Agentes da Polícia Civil de Bento Gonçalves prenderam na tarde desta segunda-feira, 17, um homem de 35 anos, acusado de ser o autor do assassinato de sua companheira em uma cidade de Santa Catarina no fim de semana. Ele foi capturado em um sítio na divisa entre Bento e Veranópolis. 

O acusado do crime foi identificado com sendo Diego Balbinot, de 35 anos. Ele teria matado a facadas sua companheira, Raquel Barreto Barbosa, de 29 anos. Os dois eram namorados e moravam em Bento Gonçalves e estavam em Itapema, na cidade do litoral catarinense havia cinco dias. Lá eles tinham alugado um kitnete no bairro Morretes.

Segundo alguns vizinhos, por volta das 3h houve uma discussão e a Polícia Militar foi chamada, porém, os policiais não registraram nenhuma movimentação estranha. Por volta das 5h, os vizinhos ouviram novos gritos de Raquel e, por volta das 6h, viram seu companheiro, Diego Balbinot saindo de carro do local. Balbinot fez contato com o proprietário do kitnete, via mensagem de celular, dizendo que perdeu a cabeça e teria matado a companheira a facadas.

O dono do imóvel acionou a Polícia Militar que foi até o kitnete e arrombou a porta principal. Os policiais encontraram Raquel caída no chão do imóvel, com uma faca cravada no peito e o rosto enrolado em um tapete. As investigações policiais deram conta que Diego Balbinot tinha fugido para Bento Gonçalves. Um mandado de prisão preventiva de Balbinot foi expedido pela Comarca de Itapema, o que permitiu que os policiais civis de Bento Gonçalves pudessem agir no caso.

Balbinot foi encontrado em um sítio de familiares na divisa entre Bento Gonçalves e Veranópolis. Segundo amigos de Raquel Barreto Barbosa, ela era carioca, e trabalhava em uma lanchonete na área central da cidade. Balbinot era considerado um homem muito ciumento e que brigava constantemente com Raquel.

Diego Balbinot foi levado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde foi feito o registro de ocorrência policial. Ele ficará à disposição da Justiça de Santa Catarina, devendo ser transferido para um presídio catarinense nas próximas horas.  

Fotos: Divulgação - Fonte: NB Notícias