×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Polícia prende acusado de tentativa de homicídio no Humaitá

Marlon Celso Grando, de 27 anos, foi o autor dos disparos que feriram o serviços-gerais Ronaldo César Castro, de 30 anos.

05/06/2016 11:32

Agentes da Polícia Civil prenderam na manhã deste sábado, 4 de junho, o homem acusado de tentar matar o serviços-gerais Ronaldo César Castro, de 30 anos, na manhã de quinta-feira, 2 de junho, no bairro Humaitá. Ele se apresentou na delegacia para prestar depoimento e recebeu voz de prisão.

O homem acusado do crime é o montador de móveis Marlon César Grando , de 27 anos. Na quinta-feira, 2, ele agrediu com coronhadas de revólver a sua ex-companheira, identificada apenas pelo nome de Simone, de 22 anos, e efetuou três disparos contra Ronaldo César Castro. A tentativa de homicídio e a agressão ocorreu na rua  Ettore Giovani Perizzolo, na divisa dos bairros Progresso e Humaitá. Grando suspeitava que os dois teriam um caso, mas na verdade, Castro apenas iria dar uma carona para a vítima até o serviço, pois eram colegas de trabalho.

Ronaldo Castro segue internado no hospital Tacchini, mas não corre mais risco de morte. Simone precisou levar vários pontos na cabeça, mas já está em casa e se recupera bem.

Na manhã deste sábado, ao se apresentar na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), Marlon Grando prestou depoimento e recebeu voz de prisão da delegada Deise Salton Brancher Ruschel. A justiça já havia expedido mandado de prisão preventiva para ele. Grando foi recolhido ao Presídio Estadual de Bento Gonçalves. As vítimas do crime devem ser ouvidas nos próximos 10 dias na DEAM.

Fotos: Marcelo Dargelio - Fonte: Polícia Civil/Divulgação