×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaBairrosCulturaVídeosEmpresas e Entidades

Cachorro ciumento veja o que está por trás deste comportamento

Fatores emocionais e de instinto podem deixar o cachorro com um quadro de ciúmes. Os sintomas pode incluir obsessão e agressividade.

09/06/2019 05:50

Já é difícil lidar com um humano ciumento, mas você sabia que esse sentimento também é comum nos cachorros? Nesses casos, o cachorro ciumento pode  apresentar diversos sintomas; como agressividade com humanos e outros animais, reclusão e até mesmo começar a destruir objetos. Esse problema pode evoluir e virar uma patologia. 

O ciúmes patológico torna a vida com o animal muito complicada e tem difícil tratamento. Por isso, é bom começar a educar o  cachorro ciumento quando os menores sintomas desse comportamento começarem a aparecer. Isso pode ser feito em casa, mas em casos mais sérios é preciso contar com a ajuda de um especialista em comportamento e adestramento canino.

Por que o cachorro sente ciúmes? 

Para aqueles que ainda duvidam que os pets possam sentir ciúmes, um grupo de acadêmicos da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, realizaram um estudo com 36 cães em 2014 com o intuito de identificar esse comportamento. Nele, os donos dos animais começaram a ignorar os animais para brincar com 3 objetos: um cachorrinho de pelúcia - que latia e abanava o ravo -, uma abóbora de Halloween e um livro.

Esse mesmo teste já havia sido realizado para identificar ciúmes em bebês de 6 meses de idade, entretanto, com os pets o resultado foi surpreendente. Os cães sentiram muito mais ciumes quando os donos estavam interagindo com o bicho de pelúcia do que com os outros objetos.

Segundo os pesquisadores, o sentimento dos animais é muito mais simples e elementar do que os dos humanos e se baseia no medo do pet em perder suas relações afetivas. “Muitas pessoas presumem que o ciúme é uma construção social humana ou uma emoção exclusiva das relações sexuais e românticas”, declarou a coautora do estudo e professora de Psicologia da Universidade da California, Christine Harris. “Nossos resultados desafiam essas ideias, mostrando que outros animais exibem uma forte angústia quando um rival adquire o afeto de um ente querido.”

O ciúmes também pode ser causado por um fator não emocional: o instinto. Por conta dos seus antepassados, os lobos, serem animais que vivem em bandos, os cachorros costumam ver os seus donos como os lideres da matilha. Quando essa posição de autoridade fraqueja o animal pode ver como uma oportunidade para tomar controle, ditando assim as regras da casa. Nesses casos, qualquer pessoa ou animal que entre no ambiente pode ser visto como uma ameaça para sua dominação.

Quais são os sintomas de ciúmes nos cachorros?

Uma série de mudanças comportamentais repentinas no pet pode indicar o aparecimento de um quadro de ciúmes. Dentre elas, é possível identificar: 

- O animal começa a rosnar sozinho e se acalmar logo depois;

- Age de maneira obsessiva e super protetora com a pessoa (ou animal) no qual sente ciúmes, a seguindo para toda parte;

- O cachorro adquirir o costume de morder objetos e fazer bagunça para chamar atenção da pessoa de quem está enciumado; 

- Se mostrar irritado ao aparecer uma nova pessoa ou bicho de estimação na casa.

Como educar um cachorro ciumento?

- Acostume o cão a conviver com outros animais desde filhote. 

- Imponha autoridade no animal sem perder a calma e muito menos usar a violência, isso só piorará a situação.

- Evite a concorrência entre dois cachorros dedicando o mesmo tempo para cada um e separando os pratos de comida.

- Deixe bem claro a hierarquia da casa, onde você ocupa o primeiro lugar e ele o último.

- Não estimule ou recompense atitudes possessivas e ciumentas com atenção. 

Caso o cachorro ciumento não esteja respondendo bem às dicas acima, procure ajuda de um especialista imediatamente!

Brinque com todos os cachorros da casa ao mesmo tempo para acabar não estimulando a competição entre os animais.

Fotos: Divulgação - Fonte: canaldopet.ig.