×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Cães com incontinência urinária pode ser sintoma de outras doenças

Cachorros idosos podem desenvolver o problema, mas é preciso ficar atento.

16/06/2020 09:35

Assim como nós, os animais também envelhecem e podem desenvolver algumas condições físicas decorrentes da idade. Uma delas é a incontinência urinária , que atinge majoritariamente cães na fase idosa, e que precisa ser acompanhada por um médico veterinário para que não abra espaço para doenças oportunistas.

Existe uma série de fatores que causam a incontinência em cães e, que o mais comum deles, é o envelhecimento dos músculos ao redor do sistema urinário. As fêmeas têm mais chances de desenvolver incontinência do que os machos, e algumas raças maiores têm uma predisposição para esse problema com a idade.

A incontinência urinária pode ser um sintoma de outros problemas

Algumas doenças podem fazer com que o animal não tenha controle do xixi. Inflamação do sistema urinário e cistite, uma infecção, ou o desenvolvimento de cálculos (chamado de urolitíase). Doenças gerais como diabetes ou distúrbios neurológicos também podem causar incontinência.

E, além disso, o peso do animal também influencia na parte urinária. Há sugestões de que a obesidade possa afetar a probabilidade de incontinência, especialmente em fêmeas castradas. O conceito é que o peso da gordura em torno do sistema urinário tem um impacto mecânico sobre os músculos, que pode acabar causando o problema.

Portanto, ao perceber que seu cão está fazendo muito xixi no lugar errado, o ideal é levá-lo ao veterinário, principalmente se ele for velhinho. A incontinência também é causada por alterações neurológicas, como a síndrome da disfunção cognitiva canina.

Como tratar a incontinência urinária em cães

O importante é identificar a causa para, assim, tratar o problema. Se for um problema muscular, o veterinário poderá prescrever certos estimulantes que induzem melhor controle dos músculos urinários.

No caso de outras doenças que causam a incontinência, o veterinário poderá sugerir intervenções terapêuticas medicamentosas, alimentares, ou até cirúrgicas. Mudanças no estilo de vida, como incentivar seu cão a ser mais ativo e, portanto, reduzir o risco de novos problemas urinários também são opções para resolver o problema.

Casos em que o pet idoso precise de fraldas, existem próprias para animais, mas cuidado: o veterinário orientará sobre medidas de higiene e prevenção de assaduras, evitando que o cão tenha desconforto ao usá-las.



Fotos: Pet Lucky - Fonte: Divulgação