×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCulturaVariedadesEleiçõesBrasil

CÃES: Conheça os melhores remédios naturais para carrapatos

Você vai se surpreender com o que pode ser feito para cuidar do seu PET com limão, laranja e até o vinagre de maçã.

14/09/2020 11:31

Existe uma consciencialização cada vez maior para a importância dos produtos naturais e biológicos na vida do ser humano. No entanto, isso é extensível também aos nossos companheiros de quatro patas. Se damos preferência aos produtos mais saudáveis na nossa saúde, porque não fazer o mesmo quando está em causa a vida do nosso animal de estimação?

Uma das doenças mais comuns nos cachorros é a que é provocada pelo carrapato marrom. Esta é uma ameaça muito perigosa, já que, em último estádio, pode mesmo levar à morte do animal. Além disso, como a ciência ainda não encontrou uma vacina para fazer face a essa ameaça, a única forma de a prevenir é através de medidas de higienização, cuja eficácia está sempre dependente de outros fatores. É assim importante saber como lidar com carrapato em cachorro.

Existem vários produtos na natureza que permitem combater esta doença, sem ser necessário utilizar medicamentos ou outros produtos tóxicos. Além disso, ao prevenir e combater os carrapatos do seu cachorro estará também a impedir que eles proliferem e que invadam a sua casa, garantindo ao mesmo tempo a saúde e o bem estar da sua própria família.

Entre os melhores remédios naturais para eliminar os carrapatos do cachorro encontra-se o limão, a laranja e a toranja, a camomila, os óleos de amêndoa, neem, rícino, canela e lavanda, assim como vinagre de maçã. Comecemos por este último.

O VINAGRE DE MAÇÃ

O vinagre é um excelente remédio caseiro, que pode ser utilizado para vários fins, sempre com enorme eficiência, incluindo a eliminação de carrapatos em cachorro. Como o vinagre de maçã é composto por ácido acético, o que lhe dá o seu sabor azedo, este produto mantém longe os carrapatos e outros parasitas, funcionando como um repelente. Isto significa que, para além dos carrapatos, o vinagre de maçã é também uma ótima ferramenta para prevenir pulgas no seu animal, por exemplo.

A preparação e a aplicação do vinagre de maçã no cachorro não podia ser mais simples e rápida. Basta juntar num recipiente vinagre de maçã e água em quantidades iguais, misturando até ambos ficarem bem diluídos. Depois umedeça um pano no líquido e passe-o no pelo do seu cachorro. Certifique-se de que não vai para os seus olhos, já que pode causar irritação.

OS ÓLEOS NATURAIS

A aromaterapia tem ganho cada vez mais adeptos em todo o mundo, graças às suas propriedades terapêuticas, no combate e prevenção a várias enfermidades, tanto no ser humano como nos animais de estimação. Além disso, são igualmente eficientes na eliminação e prevenção dos carrapatos em cachorros.

Os óleos de neem, de rícino, de canela, de lavanda e de amêndoas são assim os recomendados para este problema. E, tal como o vinagre de maçã, a sua preparação e aplicação é muito simples e rápida. Basta misturar os óleos naturais num recipiente com uma infusão de camomila, que aumenta o efeito antiparasitário, diluir em água pura e aplicar com um pano umedecido na pele do cachorro.  Mais uma vez, deve garantir que este não vai para os olhos do cachorro, já que pode provocar irritação ou mesmo uma inflamação grave.

7 receitas caseiras para tratar seu cachorro

OS CÍTRICOS

Outro remédio natural muito eficaz no combate aos carrapatos (e outros parasitas) no cachorro são os cítricos, nomeadamente a laranja, o limão, a lima ou a toranja. O mais eficaz deles é mesmo o limão, mas qualquer um é um potente repelente. Além disso, pode ainda mistura-los e criar uma solução igualmente poderosa.

Para preparar a solução, ferva duas xícaras de água e adicione dois limões cortados ao meio. Deixe cozinhar em fogo lento durante cerca de 60 minutos. Depois, retire do lume e deixe arrefecer. Deite os limões fora e encha um borrifar com a mistura. Este está agora pronto para ser aplicado sobre o corpo do animal. Mais uma vez, certifique-se de que não vai para os seus olhos. Tente também garantir que o seu cachorro não se lambe, já que pode provocar distúrbios intestinais.

Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação