×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Cuidados com seu cão nos dias mais frios

Com o rabinho balançando ele quer dar uma voltinha mesmo em dias mais frios. Veja as dicas a seguir e curta o passeio.

09/06/2020 10:54

Lá fora está aquele tempinho bem sem graça, meio cinza e frio. Mas seu cãozinho está todo empolgado, com o rabinho balançando e com a coleira na boca esperando pelo passeio. No inverno, bate uma baita preguiça de sair de casa com o pet, além, claro, da preocupação com o bem-estar do bichinho com as temperaturas mais baixas. Mas, as caminhadas são importantes tanto para a saúde física como mental do animal. Então, nada de desânimo. Seguindo algumas recomendações e ficando atento às necessidades específicas dessa época do ano, as saídas no frio serão mais um momento de lazer e diversão ao lado do companheiro de quatro patas. Veja as dicas a seguir e curta o passeio.

Escolha os melhores horários

Se no verão a recomendação é que os passeios sejam feitos bem cedinho ou no final do dia para fugir do sol forte e do calorão, no inverno é ao contrário. Para não expor o cão ao frio mais intenso, a dica é dar preferência para passeios próximos a hora do almoço, por volta das 12h, ou então, entre 15h e 16h. Nestes períodos, sol brilha mais e com a temperatura mais amena, você e seu companheiro se sentirão mais confortáveis e terão mais disposição para caminhar.

Com que roupa eu vou?

É certo que os cães sentem menos frios que nós e que eles tem os pelos como proteção natural. Mas, caso sinta a necessidade e seja algo confortável para o pet, você pode vesti-lo com alguma roupinha para ajudar a espantar o frio. É importante escolher uma peça com material adequado e notar se ele fica tranquilo ao vestir. Vale lembrar que o uso não é imprescindível, mesmo no inverno, e não é recomendado força-lo a usar.

Filhotes e cães mais velhos

Os cães mais velhinhos e os pequeninos também precisam de passeios e devem sair mesmo nos dias mais frios. As voltas irão movimentar o corpo, dar aquela esquentada e deixá-los mais ativos e alegres. Nessas duas idades, no entanto, os bichinhos estão mais frágeis e, por isso, é preciso ter mais cuidado e atenção com o comportamento e bem-estar deles.

Não se esqueça da água

No frio a gente esquece de beber água. Sente menos sede e acaba passando o dia sem ingerir. Isso pode refletir no pet e, sem querer, pode-se oferecer menos água que o necessário. Então, fique atento à hidratação do seu cãozinho. A desidratação é um fator de risco tanto no frio quanto no calor. Antes e depois do passeio (ou durante, caso seja uma saída mais longa) ofereça água e verifique sempre se o potinho dele está com água fresca e limpa.

Pele e patas protegidas

O clima mais seco e as temperaturas mais baixas podem causar ressecamento da pele e o chão frio pode criar fendas nas almofadinhas das patas. Por isso, é importante repensar a quantidade de banhos no inverno e a temperatura da água que deve ser mais morna. Além disso, pode-se optar pelo uso de shampoos com ação antisséptica e hidratante. Para as patinhas, a recomendação é evitar sair para o passeio nos dias e nos horários de frio mais extremo. E, caso surjam rachaduras, leve o cão ao seu médico veterinário e converse com ele sobre a possibilidade de usar algum produto hidratante.

Frio pra cachorro! Saiba como cuidar dos pets no inverno

Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação