×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCulturaVariedadesEleiçõesBrasil

BARBADA: Receita Federal tem leilão de MacBook por R$ 400 e Iphone 6 por R$ 1.200

Interessados podem enviar suas propostas até a segunda-feira (17), e a sessão para lances está prevista para 15h da terça-feira (18).

15/08/2020 02:48

A Receita Federal divulgou um novo leilão de produtos apreendidos em Belém, no Pará. Entre os 160 lotes de produtos apreendidos, vale destacar um MacBook Pro com preço de R$ 400, ficando bastante abaixo dos R$ 10.299 cobrados atualmente pela opção mais barata da loja oficial da maçã. Outros exemplos incluem SSDs e celulares da Xiaomi, além de iPhones e mais eletrônicos. Interessados podem enviar suas propostas até a segunda-feira (17), e a sessão para lances está prevista para 15h da terça-feira (18). As informações são do portal Techtudo.

O lote que inclui o MacBook Pro por R$ 400 tem ainda um SSD de 1 TB e dois pentes de 2 GB de memória RAM da Corsair. Vale ressaltar que o órgão federal não sinaliza qual a versão do laptop da maçã, tampouco dá mais detalhes sobre as especificações dos produtos. Além desse, outra opção aberta para Pessoas Físicas é o de número 53, que oferece um SSD de 240 GB da Kingston por valores que começam em R$ 80.

Usuários comuns também podem encontrar celulares mais em conta no pregão, caso do lote 120, que traz três iPhones, sendo um iPhone 6S e outros dois iPhone 6. Seu preço mínimo é de R$ 1.200, bem abaixo do valor de mercado do modelo mais simples, saindo a R$ 1.709,05 de acordo com o Compare TechTudo. A versão original da linha, por sua vez, também fica um pouco acima do valor cobrado pelos três produtos, custando pelo menos R$ 1.390,26. O lote 108, com um Mi 9 de 64 GB, outros dois de 128 GB e um Redmi Note 7 de 128 GB, também merece destaque, saindo a R$ 1.950.

Já as opções voltadas apenas para Pessoas Jurídicas trazem mais unidades e valores igualmente maiores. O número 128, por exemplo, custa a partir de R$ 140 mil, trazendo 220 celulares da Xiaomi separados em 40 unidades do Redmi Note 7, 60 do Note 8, 60 do Note 9 e outras 60 do Mi A3.

Receita apreende R$ 8 milhões em celulares da Xiaomi e outras ...

Como participar

Os usuários precisam enviar suas propostas até às 18h de segunda-feira (17), e participam do pregão aqueles que ficarem até 10% abaixo do maior lance oferecido. A previsão é de que a fase final do leilão aconteça na terça (18), às 15h. Para participar do leilão é preciso emitir um certificado digital e-CAC, que pode ser adquirido por Pessoas Físicas ou Jurídicas junto à Receita Federal. Vale ressaltar que os produtos em lotes abertos para ambas as modalidades não podem ser revendidos, diferente daqueles disponíveis exclusivamente para compra via CNPJ. CONFIRA AQUI O EDITAL COMPLETO DO LEILÃO.

O pagamento deve ser realizado em até um dia útil após o pregão em si, e o usuário também pode escolher pagar em duas partes: primeiro 20% e depois os outros 80%, em até oito dias corridos. Também é importante ter em mente que as unidades disponíveis não possuem garantia, e a Receita também nem sempre confirma se os mesmos estão em perfeitas condições ou apresentam algum tipo de defeito ou marcas de uso.


Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação