×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCulturaVariedadesEleiçõesBrasil

Windows 7 "vai morrer" nesta semana

A partir da terça-feira, 14, assistência técnica e as atualizações de software do Windows Update que ajudam a proteger o computador não estão mais disponíveis para o produto.

12/01/2020 11:06

O popular sistema operacional Windows 7 está chegando nos últimos dias de sua vida útil. Calma, isso não significa que os computadores que ainda rodam essa versão simplesmente vão parar de funcionar: o que está próximo é o dia em que a Microsoft encerra em definitivo qualquer suporte à plataforma.

A data fatídica é em 14 de janeiro de 2020, trazendo várias consequências para o usuário. "A assistência técnica e as atualizações de software do Windows Update que ajudam a proteger o computador não estão mais disponíveis para o produto. A Microsoft recomenda fortemente que você faça a migração para o Windows 10 para evitar uma situação em que seja necessário um serviço ou suporte que não está mais disponível", diz o comunicado da empresa.

Em outras palavras, a empresa encerra o ciclo de vida do sistema e deixa ele operando sem novas atualizações e assistência especializada. Até mesmo alguns programas podem começar a deixar de funcionar e receber atualizações próprias — a Google garantiu o suporte para o navegador Chrome até julho de 2021.

Desapego difícil

Sempre que descontinua uma versão popular do sistema operacional, a Microsoft sente na pele a fragmentação do mercado. Atualmente, segundo o StatCounter, o Windows 7 está em 26,79% da base de PCs em atividade — sendo o líder o Windows 10, com 65,4% do mercado. Esses consumidores agora precisam tomar uma decisão: manter a versão sabendo dos riscos de segurança, atualizar para a plataforma mais recente ou até trocar de aparelho, caso ele não suporte a migração.

O Windows XP traz lições valiosas para a empresa: o suporte da última versão só terminou em abril de 2019, muito pela insistência de usuários em continuarem no sistema, que começou a ser deixado de lado em 2014.

Já o Windows 7, lançado em 2009, perdeu o fim do suporte base ainda em 2015. Em julho, a empresa avisou que usuários que estavam deixando de atualizar o sistema poderia perder a assistência ainda mais cedo.


Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação