×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoCucina NBModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeos

Bento vai receber recursos do Projeto Investe Turismo

Programa tem por objetivo acelerar o desenvolvimento, aumentar a qualidade, gerar empregos e incrementar a competitividade divulgando a uva e o vinho do município.

29/05/2019 03:34

Bento Gonçalves está entre os 35 municípios da Região Sul do país que serão contemplados pelo programa Investe Turismo, desenvolvido conjuntamente pelo Ministério do Turismo, Sebrae e Embratur. A iniciativa vai levar um pacote de ações de investimentos, incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, marketing, inovação e melhoria de serviços voltados para 13 regiões turísticas dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. A meta é unir setor público e iniciativa privada para preparar e promover a competitividade de quatro rotas turísticas estratégicas em toda a macrorregião.

A Rota das Missões, as serras Gaúcha e Catarinense, o Corredor Iguaçu, o litoral de Santa Catarina, bem como as cidades do Vale Europeu e da região Caminhos dos Príncipes, serão beneficiados pelos investimentos iniciais de R$ 200 milhões que serão destinados a 158 cidades brasileiras. A ideia é que os projetos a serem implementados aumentem a qualidade da oferta turística na região Sul.

Em Bento Gonçalves, a cadeia da Uva e do Vinho foi a escolhida para receber investimentos. O setor do Enoturismo não para de crescer, por isso a ideia do governo federal em fortalecer este segmento. Todas as ações serão coordenadas pelo Sebrae.

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a intenção do programa é desenvolver as vocações do turismo nas rotas contempladas, fazendo da indústria de Viagens um impulso econômico para toda a região. “Queremos aprimorar a experiência turística dos visitantes que buscam esses destinos. A região Sul tem um grande potencial para ampliar o turismo religioso, por exemplo, e também para consolidar outros destinos estratégicos de diversos segmentos. É o caso da rota da Uva e Vinho, das cidades históricas de descendência alemã e das belezas naturais típicas de climas frios, com serras e um dos maiores cânions do Brasil. É hora de converter nosso potencial turístico em negócios, empregos e renda”, destaca o ministro.

Segundo o diretor-presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, ativos como a produção vinícola e a gastronomia do sul “fazem da Região um importante produto para o turismo brasileiro. O Programa Investe Turismo apoiará o posicionamento de oferta deste mercado e o fortalecimento dos destinos que oferecem ao turista nacional e internacional experiências únicas”, ressalta.

Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação