×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoCucina NBModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeos

Macapá atrai turistas com a riqueza da terra e das águas

Dividida pela Linha do Equador, onde se vê o belo espetáculo do equinócio, a capital do Amapá é destino turístico repleto de curiosidades e atrações naturais, e tem a orla banhada pelo Rio Amazonas.

06/01/2019 10:48

Com cerca de 480 mil habitantes, Macapá atrai cada vez mais turistas interessados em conhecer as belezas naturais da capital do Amapá. Toda a orla é banhada pelo Rio Amazonas. Única capital cortada pela linha do Equador, a cidade — que completou 260 anos — reúne algumas curiosidades, como o equinócio, fenômeno que ocorre nos meses de março (outono) e setembro (primavera), e que consiste no alinhamento do Sol com a linha do Equador, e faz o dia e a noite terem a mesma duração.

Nessas ocasiões, Macapá se enche de turistas, que visitam o Monumento Marco Zero, um obelisco com um círculo que é preenchido pelo sol no momento exato em que ele está na linha do Equador. No terraço do monumento tem um espaço destinado a shows, além de salão para exposições, bar e lanchonete e lojas para venda de produtos regionais. Esse é o mais conhecido ponto turístico de Macapá. A linha também divide o campo da principal arena de futebol da cidade. No Estádio Milton de Souza Corrêa, apelidado de Zerão, cada time que lá jogar estará num hemisfério diferente.


Outro importante ponto turístico da cidade é a Fortaleza de São José de Macapá, erguida entre 1764 e 1782 por negros, índios e escravos. O local tem muralhas de 15 metros de altura erguidas na época para proteger o Rio Amazonas. Vista de cima, a fortaleza se assemelha a uma estrela, pela disposição de seus quatro baluartes. Na parte interna encontram-se os prédios que abrigavam os antigos armazéns, capela, casa de oficiais e do comandante, casamatas, paiol e hospital.

Habitações

Bem como a Fortaleza de São José, o Trapiche e o Mercado estão no roteiro de quem visita a capital do estado. A bicentenária Igreja de São José, com a imagem do padroeiro da cidade, é outra visita imperdível. Na Pedra do Guindaste, também foi erguida uma imagem do padroeiro.

A Vila do Curiau, localizada a oito quilômetros da capital amapaense, revela a história de remanescentes quilombolas, além da bela paisagem natural e riquezas da fauna e da flora. Para quem procura praia, os balneários de Araxá e Fazendinha são os maiores destaques, além de oferecer várias opções gastronômicas em restaurantes à beira do rio.

Museu


Aliás, a rica gastronomia da região é um atrativo à parte. Peixes do Rio Amazonas predominam nas receitas de restaurantes e quiosques da orla. Sucos, doces, sorvetes e bombons de frutos e amêndoas típicos, como o açaí e a castanha, encantam os turistas.

Outro ponto forte é o marabaixo, a maior expressão cultural de Macapá, manifestação folclórica trazida pelos escravos, de música e dança. O Museu Sacaca tem reprodução das habitações indígenas, de caboclos, ribeirinhos e castanheiros.

O estado do Amapá é repleto de paisagens naturais, praias em rios, trilhas em matas, além de oferecer uma culinária rica, variada, com diferentes influências, que vale a sua visita. O estado abriga o maior parque nacional do país (Montanhas do Tumucumaque) e um dos maiores do mundo, com quase 3,9 milhões de hectares.



Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação