×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaVídeosEmpresas e EntidadesBairrosCultura

Moradora de Bento fala sobre a situação do coronavírus na Itália

Daiana Fogliato mora na região do Vêneto e aconselha que as pessoas evitem ir para o país neste momento de tensão com a doença.

25/02/2020 12:02

Uma moradora de Bento Gonçalves está vivendo de perto a tensão do coronavírus na Itália. Daiana Fogliato mora na região do Vêneto e conversou com a reportagem do NB sobre a expansão da doença, que já matou sete pessoas e tem mais de 40 infectadas.

Daiana é designer de interiores e mora na pequena cidade de Breganze, na província de Vicenza, com o marido bento-gonçalvense Vinícius Benincá. Segundo ela, a situação ainda é tranquila por lá, mas com as pessoas já evitando sair de casa. Porém, em outras cidades da Região do Vêneto a situação é preocupante. Entre as medidas extraordinárias, válidas até dia 1º de março, há restrição na circulação entre as cidades afetadas, fechamento de 5.500 escolas, além de creches, teatros, cinemas e museus. No fim de semana, o chefe da região do Vêneto, Luca Zaia, suspendeu até o tradicional carnaval de Veneza.

Daiana Fogliato alerta para quem quer ir para a Itália como turista ou a trabalho que cancelem ou adiem a viagem. Segundo ela, as pessoas estão ficando presas nos aeroportos, os pontos turísticos estão praticamente vazios, muitos locais fechados e sem ninguém nas ruas. "Aqui na nossa cidade a situação está tranquila, mas estamos evitando fazer viagens para outras cidades. Fomos ao mercado e quase não encontramos água, pois as pessoas estão fazendo estoque em casa. Máscaras só se encontra pela internet e estão custando em torno de 40 euros", destacou a designer de interiores.

Confira o que ela fala sobre o coronavírus na Itália




 

Fotos: Arquivo Pessoal/Divulgação - Fonte: NB Notícias