×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoCucina NBModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetFotosViagensTecnologiaVídeos

Mudanças de hábitos podem prevenir o câncer de pele

Médica oncologista Julia Grasselli, do Instituto do Câncer do Hospital Tacchini, fala sobre os cuidados que devemos ter com essa doença.

13/05/2019 11:04

É unânime entre os profissionais da saúde o conceito de que uma alimentação saudável, aliada a realização de atividades físicas, além de melhorar a qualidade de vida das pessoas, serve também, para evitar o surgimento de diferentes doenças. No caso do câncer de pele é necessário um cuidado ainda maior, pois muitas vezes as pessoas se expõem a fatores de risco, sem perceber. Além de cuidar os períodos de exposição ao sol, é imprescindível tomar como hábito o uso do protetor solar. Diante disso, o Serviço de Medicina Preventiva do Tacchimed orienta a todos para que observem alguns sinais e sintomas que podem surgir.



A médica oncologista do Instituto do Câncer do Hospital Tacchini, Juliana Grasselli lembra que as pessoas devem realizar o autoexame da pele a cada 15 dias, a fim de detectar precocemente o câncer de pele. “Procure anotar as datas e a aparência da pele em cada exame e, caso encontre qualquer diferença ou alteração na pele, procure orientação médica”, aconselha. Outros cuidados, como evitar a exposição ao sol no horário entre 10h e 16h e tomar como hábito o uso do filtro ou protetor solar também são ações importantes. “Embora as propagandas afirmem que o protetor solar não sai na água é importante sim refazer a aplicação após nadar ou sempre que observar suor em excesso. E isso é válido inclusive em dias nublados”, orienta a médica oncologista.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de pele responde por 33% de todos os diagnósticos da doença no Brasil. A cada ano são notificados cerca de 180mil novos casos. Doutora Juliana alerta ainda que essa realidade não é diferente na nossa região. “É cada vez mais frequente o registro de pessoas que chegam ao Instituto do Câncer para tratamento. E por estarmos em uma região em que a atividade agrícola é forte, cada vez mais é necessário não se expor ao sol sem as devidas proteções”, alerta doutora Juliana.


Abaixo, confira alguns sinais e sintomas que podem identificar o câncer de pele:

- Lesão em forma de nódulo, de coloração rósea, avermelhada ou escura, de crescimento lento, porém progressivo;

- Pinta na pele de crescimento progressivo, que apresente prurido (coceira), sangramento frequente ou mudança nas características (coloração, tamanho, consistência, etc...);

- Qualquer ferida que não cicatrize espontaneamente em 4 semanas;

- Qualquer mancha de nascimento que mude de cor, espessura ou tamanho;

- Uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando sangramento.


Fotos: Divulgação - Fonte: Divulgação